Pesquisar

Canais

Serviços

- Rafael Machado/Grupo Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Moradores estão inseguros

Parque Arthur Thomas: de cercas abertas para criminalidade em Londrina

Rafael Machado - Grupo Folha
28 jul 2021 às 19:28
Continua depois da publicidade

Localizado em uma área nobre entre as regiões sul e leste de Londrina, o Parque Municipal Arthur Thomas acumula problemas na mesma proporção que a sua importância para a cidade. Um dos principais é a precariedade das cercas instaladas ao redor do ponto de lazer, que tem 85 hectares e foi criado em setembro de 1975. Na Avenida Dez de Dezembro, grades verdes de ferro fazem - ou pelo menos deveriam - a segurança. Porém, o cenário é totalmente diferente na Rua Charles Lindemberg, já no acesso ao Jardim Califórnia e o Vale do Cambezinho.

Continua depois da publicidade


Em muitos trechos, a FOLHA encontrou a ausência de cercamento e algumas estruturas derrubadas, cenário que causa medo entre os moradores. O receio de ter a casa invadida e ver o ladrão se esconder no parque faz parte da rotina da população há muito tempo. "Sempre tem gente pulando lá pra dentro. Minha casa já foi roubada e essa situação só piora com a falta dessas cercas", relatou uma mulher que optou em não se identificar.

Continua depois da publicidade


Com a condição de não ter a identidade revelada, um jovem ouvido pela reportagem e que mora na frente do Arthur Thomas há dois meses já quer mudar de endereço. "O risco é grande dos bandidos entrarem em casa e fugirem na mata. Eles estão com livre acesso para escapar da polícia. Chego do trabalho sempre às 20h e não me sinto seguro. Quero mudar daqui, ir embora", confessou.

Veja a reportagem completa na FOLHA com vídeo e relatos de moradores.

Continua depois da publicidade


Continue lendo