Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Do Estado Islâmico

Ataques 'jihadistas' matam 44 e ferem dezenas no Iraque

Agência Brasil
12 jul 2015 às 17:16
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Pelo menos 44 pessoas morreram, entre elas 30 militantes do autoproclamado Estado Islâmico (EI), e dezenas ficaram feridas, em confrontos, bombardeios e explosões em vários pontos do Iraque, segundo fontes de segurança.

Na cidade de Kirkuk, a 250 quilômetros a norte de Bagdá, 'jihadistas' atacaram três sedes das forças de segurança curdas "peshmergas", disse à agência EFE uma fonte local.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As forças curdas, protegidas pela aviação da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, repeliram os ataques e mataram 30 'jihadistas', causando, ainda, algumas dezenas de feridos, segundo a mesma fonte.

Leia mais:

Imagem de destaque
Relações internacionais

De Lula 1 a Lula 3, Brasil busca cavar espaço global em tensão com os EUA

Imagem de destaque
Jous Fit

Influenciadora fitness sofre derrame após aplicar botox

Imagem de destaque
Na casa dele

Sean Kingston e mãe dele são presos após operação da SWAT nos EUA

Imagem de destaque
Previsto para sábado

Casa e até bíblia guardada em escrivaninha de Elvis Presley vão a leilão


Do lado das forças iraquianas, oito soldados foram mortos e cinco feridos num ataque de um homem-bomba, que viajava num automóvel na zona de Abu Flis, a leste da cidade de Ramadi.
Um ataque a uma concessionária de automóveis, próximo da zona de Al Bayaa, a sudoeste de Bagdá, causou a morte de duas pessoas e feriu outras sete.


Mais quatro perderam a vida e 15 ficaram feridas, num atentado a bomba na praça de Adén, em Qadimiya, a norte da capital iraquiana.

O Iraque enfrenta, desde junho de 2014, uma guerra contra o autoproclamado EI, que tem conquistado zonas do território e proclamou um califado no país e na vizinha Síria.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade