Pesquisar

Canais

Serviços

A charge, de autoria de Sean Delonas, mostra dois policiais perante o corpo de um chimpanzé furado por balas - AFP
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
New York Post

Charge em jornal compara Obama a macaco

Folha de Londrina/FP
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O jornal americano "New York Post" publicou quarta-feira (18) uma charge que compara o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a um violento chimpanzé morto a tiros pela polícia. O desenho causou ira entre os jornais americanos e internacionais.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A charge, de autoria de Sean Delonas, mostra dois policiais perante o corpo de um chimpanzé furado por balas. Um dos policiais diz ao outro, ‘eles terão de encontrar outra pessoa para escrever o próximo plano econômico’.

Continua depois da publicidade


Em declaração, o editor-chefe do ‘Post’, Col Allan afirmou: ‘O cartoon é uma paródia clara de um evento atual, ou seja, a morte a tiros de um chimpanzé violento em Connecticut’.


Allan se referia ao chimpanzé de estimação morto nos EUA por um policial após atacar uma mulher. Travis, um macaco de 15 anos e 90 quilos, que estrelou alguns comerciais de televisão, atacou uma mulher que foi visitar a dona do animal na cidade de Stamford, no Estado americano de Connecticut.


A mulher foi atacada quando saía do seu carro e perdeu muito sangue devido a golpes à sua cabeça. Ela está em estado grave no hospital de Stamford.

Continua depois da publicidade


O ‘Washington Post’ destacou em sua edição nacional o ‘ultraje’ causado pela charge. Segundo a publicação, grupos de direitos civis e políticos afirmaram que o desenho ecoa estereótipos racistas de negros e macacos, em um país que ainda sofre as marcas de uma passado extremamente racista.

O ‘The New York Times’ (EUA) trouxe reportagem debatendo o conteúdo da charge e com críticas. O conselheiro municipal de Nova York, Leroy G. Comrie Jr., pediu o boicote à publicação. ‘Publicar uma charge tão violenta e racista é uma ofensa a todos os nova-iorquinos.’


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade