Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Após atentados em Paris

Crimes contra muçulmanos aumentaram 300% no Reino Unido

Agência Brasil
23 nov 2015 às 14:56
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os crimes de ódio contra muçulmanos aumentaram 300% no Reino Unido na semana que se seguiu aos atentados de 13 de novembro em Paris, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (23).

Uma "ampla e imensa maioria" dos 115 ataques registrados foram contra mulheres e jovens muçulmanas, entre 14 e 45 anos, que se vestiam de acordo com a tradição islâmica, informou o diário The Independent, com base em relatório de um grupo de trabalho interministerial.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os autores dos ataques foram majoritariamente homens brancos entre 15 e 35 anos.

Leia mais:

Imagem de destaque
Crise diplomática

Milei volta a chamar Lula de corrupto e fala em agressões de petista às vésperas de viagem ao Brasil

Imagem de destaque
Perdendo a cúpula do Mercosul

Milei evita Lula e deve vir ao Brasil pela 1ª vez para encontro com Bolsonaro

Imagem de destaque
Entenda

Governo teme bolsonarismo energizado com fortalecimento de campanha de Trump após debate

Imagem de destaque
Varíola dos macacos

Organização Mundial da Saúde alerta para variante mais perigosa de mpox


O relatório admite que o número real de ataques é superior ao que foi divulgado.

Publicidade


O documento baseia-se em dados registrados pela linha telefônica de ajuda Tell Mama, dirigida às vítimas de ataques verbais ou físicos contra muçulmanos ou mesquitas.


Grande parte dos ataques denunciados ocorreu em locais públicos, como autocarros e comboios.

Publicidade


"Muitas das vítimas disseram que ninguém as ajudou ou sequer consolou, o que significa que se sentiram vitimizadas, envergonhadas, sozinhas e zangadas com o que lhes tinha acontecido", acrescentou o jornal, citando o relatório.


"Dezesseis vítimas disseram que receiam sair no futuro e que a experiência afetou a sua confiança".

Publicidade


O aumento de ataques é semelhante ao registrado em 2013, depois do assassinato do soldado Lee Rigby no sul de Londres, de acordo com o documento.


Números da polícia indicam que os incidentes antissemitas e antimuçulmanos já tinham aumentado antes dos atentados de Paris.

Publicidade


Entre julho de 2014 e julho de 2015, os crimes de ódio antissemitas subiram 70,7% e os antimuçulmanos, 93,4%.


Ao todo, 816 incidentes como esses ocorreram na grande Londres no período, comparados com 478 no período anterior. Contra judeus, registraram-se 499, quase o dobro dos 258 ocorridos do período anterior.


O Reino Unido tem 2,7 milhões de muçulmanos e 263.000 judeus, segundo o censo de 2011.

Os atentados de Paris, que deixaram 130 mortos, foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade