Pesquisar

Canais

Serviços

Viagem ao exterior

Em Portugal, Lula reforça necessidade de reformas

Em discurso a empresários porgugueses, Lula disse que governo tomou medidas rigorosas para evitar "colapso eminente da economia" - ABr
Bonde, com informações da Agência Brasil
11 jul 2003 às 11:17
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a mencionar na manhã desta sexta-feira a necessidade das reformas que estão em andamento no Congresso. Ele fez um discurso no Seminário Empresarial Brasil-Portugal, em Lisboa.

Continua depois da publicidade

No discurso, Lula disse que o atual governo herdou graves desafios e teve que tomar medidas rigorosas para evitar um "eminente colapso da economia".


"Seguiremos implementando as reformas estruturais necessárias para cumprir o mandato que recebi do povo brasileiro. Mas sempre com cautela e equilíbrio, com respeito às regras pontuadas", disse Lula.


O ministro Tarso Genro, secretário de Desenvolvimento Econômico e Social, se declarou seguro de que 90% das reformas serão aprovadas pelo Congresso. Ele ressaltou que os tetos regionais das aposentadorias devem ter como limite o teto estabelecido para a União.


Em relação à reforma da Previdência, os governadores se mostraram descontentes com os rumos que ela está tomando. Eles se sentem traídos pelo governo, que estaria cedendo a lobbies sem consultá-los.

Continua depois da publicidade

O ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, tentou tranqülizá-los. Nesta quinta, ele disse que o governo ainda não tomou uma decisão sobre alterações no projeto e que, se houver "mudanças de posição", todos os governadores serão consultados, para que se feche uma posição em relação a elas.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade