Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Documentos roubados

Homem vai ao IML para reconhecer o próprio corpo

Redação Bonde
16 mar 2007 às 17:28
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um homem precisou ir ao IML reconhecer o "próprio corpo" e confirmar que não estava morto.

O fato inusitado aconteceu em Porto Alegre (RS). Vitório Fagundes Rodrigues, 57 anos, foi chamado pela polícia para reconhecer o próprio corpo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A confusão ocorreu porque Rodrigues foi assaltado em outubro de 2006, quando entregou o carro e um documento de identificação da empresa onde trabalha. O crachá não tinha sua foto, apenas seu nome e os de seus pais.

Leia mais:

Imagem de destaque
Dia dos Pais

Kate Middleton homenageia príncipe William com imagem inédita e mensagem de amor

Imagem de destaque
Crystal

Como funciona o Cirque du Soleil, que leva espetáculo de gelo ao Rio e a São Paulo

Imagem de destaque
Proibido em 21 países

Saiba como é a legislação sobre aborto ao redor do mundo

Imagem de destaque

PL antiaborto deixa a lei brasileira tão dura quanto a de países como Afeganistão e Indonésia


Rodrigues viajou a trabalho no dia 9 de março. À tarde, a polícia entrou em contato com sua mulher para dizer que Rodrigues tinha morrido atropelado em Porto Alegre. Ela ligou para o celular do marido e ouviu do próprio que tudo estava bem.

O hospital encaminhou o corpo que estava com o documento furtado para o Departamento de Medicina Legal e, nesta quinta-feira, Rodrigues foi chamado para dizer que o morto não era ele.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade