Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Igreja católica

No Dia da Terra, Papa pede cuidado com os mais frágeis

Ansa Brasil
22 abr 2020 às 09:07
- Ansa
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O papa Francisco aproveitou a tradicional audiência geral para falar sobre o Dia Mundial da Terra, celebrado nesta quarta-feira (22), e para pedir o cuidado com os mais frágeis habitantes do planeta.

"Como a trágica pandemia do coronavírus está demonstrando, só estando juntos e cuidando dos mais frágeis é que podemos vencer os desafios globais", disse durante a cerimônia transmitida pela internet. Segundo o líder católico, a Terra "não é um depósito de recursos que devem ser explorados" porque para "nós, que cremos em Deus, o mundo natural é o Evangelho da Criação, que exprime a potência da criação". "Mas, ao invés disso, nós a poluímos e depredamos, colocando em risco a nossa própria vida", refletiu.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


"E como reage a Terra? Há um ditado espanhol muito claro sobre isso: Deus perdoa sempre, nós homens perdoamos algumas vezes sim, algumas vezes não, mas a Terra não perdoa nunca. A Terra não perdoa. Se nós a deterioramos, a resposta dela será muito feia. Quando vemos essas tragédias naturais, que são a resposta da Terra aos nossos maus-tratos, eu penso: 'se pedir ao Senhor o que ele pensa, não acredito que ele vá me dizer que isso é uma coisa muito boa'. Fomos nós quem estragamos a obra do Senhor", disse ainda.

Leia mais:

Imagem de destaque
Ação contra o governo britânico

Ativistas vandalizam pedras de Stonehenge, na Inglaterra, com tinta laranja

Imagem de destaque
Dia dos Pais

Kate Middleton homenageia príncipe William com imagem inédita e mensagem de amor

Imagem de destaque
Crystal

Como funciona o Cirque du Soleil, que leva espetáculo de gelo ao Rio e a São Paulo

Imagem de destaque
Proibido em 21 países

Saiba como é a legislação sobre aborto ao redor do mundo


Ainda durante sua reflexão, Francisco elogiou as novas gerações que estão crescendo com uma maior consciência da importância do meio-ambiente e também aos movimentos internacionais de proteção do planeta.

Publicidade


"Formaram-se vários movimentos internacionais e locais para acordar a consciência. Aprecio sinceramente essas iniciativas e será ainda necessário que os nossos filhos entrem na estrada para nos ensinar o que é óbvio. Vale dizer que não há futuro para nós se destruirmos o ambiente que nos sustenta", ressaltou.


O Pontífice ainda destacou que todas as ações, mesmo "as pequenas contribuições" individuais são importantes porque é "bom convergir juntos, com qualquer situação social, e dar vida a um movimento popular 'de baixo'". "O próprio Dia Mundial da Terra, que celebramos hoje, nasceu assim", pontuou.

O tema da preservação do meio-ambiente é muito caro ao líder católico sendo que, em 2015, ele publicou a encíclica "Laudato si'", voltada à importância do cuidado com o planeta tanto no sentido ambiental como no de cuidado com as pessoas mais frágeis, que são as mais afetadas por conta da série de mudanças climáticas graves.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade