Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Velocidade e álcool

OMS cria a Semana Mundial de Segurança no Trânsito

Bonde e Agência Saúde
23 abr 2007 às 13:39
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Todos os anos, acidentes de trânsito matam mais de um milhão de pessoas em todo o mundo e deixam entre 20 e 50 milhões de pessoas feridas. Os jovens representam a grande maioria das vítimas, que, muitas vezes, apresentarão seqüelas pelo resto da vida. Como se o custo desse sofrimento não bastasse, os países perdem cerca de 1 a 2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) com gastos relacionados aos acidentes de trânsito.

Para estimular ações e prevenção, a Organização Mundial da Saúde inicia, nesta segunda-feira (23), a Primeira Semana Mundial das Nações Unidas de Segurança no Trânsito, que tem um desafio: promover a paz no trânsito e lutar pela não banalização da vida. A campanha se estende até a próxima sexta (29).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A idéia da campanha, que é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), é chamar atenção para o fato de que a maioria dos acidentes de trânsito pode e deve ser evitada. E para que isso aconteça são necessárias pequenas mudanças no hábito da população.

Leia mais:

Imagem de destaque
Relações internacionais

Longe da líder China, EUA miram qualidade na relação comercial com Brasil

Imagem de destaque
Críticas

Movimento 'Blockout' nas redes sociais mira celebridades nos EUA

Imagem de destaque
Treta

Travis Scott e Tyga brigam durante festa em Cannes

Imagem de destaque
Flórida

Justiça dos EUA marca julgamento de processo para indenização das vítimas do voo da Chapecoense


Dentre os principais fatores de risco que contribuem para as colisões e atropelamentos estão: o excesso de velocidade, a ingestão de bebidas alcoólicas pelos motoristas e pedestres, o não uso dos capacetes ou do cinto de segurança e problemas na infra-estrutura de rodovias e vias públicas.


No Brasil, a situação é grave

O Brasil tem prejuízos de US$ 22 bi (quase R$ 44,5 bilhões) . Só nas estradas federais são mais de 65 mil feridos e quase 7 mil mortos por ano.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade