21/10/20
PUBLICIDADE
Olha que absurdo...

Países recomendam vodca como medidas para contenção do coronavírus

Com cerca de 39 mil mortes e mais de 800 mil casos confirmados do novo coronavírus pelo mundo até esta terça-feira (31), a conduta das lideranças de alguns países para conter o avanço da Covid-19 pode ser considerada, no mínimo, inusitada. Em alguns casos, irresponsável.

Pixabay
Pixabay


Na Colômbia, o Ministério da Saúde e Proteção Social preparou um documento com orientações sobre formas consideradas seguras de manter relações durante o período de isolamento social.

O "ABC sobre as relações e a doença por coronavírus (Covid-19)" não recomenda, por exemplo, as práticas anais. A possibilidade de contato com as fezes de pessoas infectadas que, explica o documento, também contêm o coronavírus, aumenta as chances de contaminação.

Práticas mais convencionais estão liberadas com o uso de preservativos, desde que seja reduzido ao máximo o número de parceiros. Quem tem parceiros múltiplos ou "ganha a vida tendo relações" deve, segundo o documento, considerar adiar os encontros ou optar pelas relações virtuais.

Como alternativa, o ministério colombiano sugere: "Você é o seu parceiro mais seguro, e esta é uma forma de obter prazer que não implica contato direto com outras pessoas. Se utilizar brinquedos, assegure-se de lavá-los com água e sabão."

A Colômbia registra, até esta terça (31), 798 casos e 14 mortes por coronavírus, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.

Em Belarus, no Leste Europeu, o líder do país tem minimizado os riscos da doença.

À semelhança do presidente Jair Bolsonaro, que chamou a Covid-19 de "gripezinha" e "resfriadinho" e classificou o cenário de crise no país como "histeria", o líder bielorrusso, Alexander Lukashenko, usou os termos "frenesi" e "psicose" para se referir à pandemia.

"É apenas mais uma psicose, que beneficiará algumas pessoas e prejudicará outras. O mundo civilizado está pirando. É uma completa estupidez fechar as fronteiras. O pânico pode nos machucar mais do que o vírus em si", declarou.

Em entrevista ao jornal britânico The Times, Lukashenko sugeriu que a população "envenene" o coronavírus com vodca e até lave as mãos com a bebida. "Vocês deveriam beber o equivalente a 40-50 mililitros de álcool por dia. Mas não no trabalho." Não há, no entanto, nenhuma evidência científica de que essa estratégia funcione.

O regime autocrático de Lukashenko, que está há 26 anos no poder, ainda não anunciou nenhuma medida mais dura, como o fechamento de fronteiras e o cancelamento de eventos públicos. O próprio líder esteve em uma partida de hóquei no gelo no sábado (28).

"Não tem vírus aqui", disse durante a partida. "Eu não estou vendo [o vírus]".

Belarus registra, até esta terça (31), 152 casos de coronavírus, sem mortes.

Já o ditador do Turcomenistão, Gurbanguly Berdymukhamedov, anunciou nesta terça (31) o banimento da palavra "coronavírus", tanto em publicações oficiais quanto no pouco que resta da imprensa independente no país.

A proibição vale também para conversas informais. A polícia pode prender, por exemplo, qualquer pessoa que use a palavra em algum local público, mesmo que seja apenas durante uma conversa com amigos.

No comando do país desde 2007, Berdymukhamedov é conhecido por suas excentricidades e por ter feito do Turcomenistão um dos regimes mais fechados do planeta.

O país é o último colocado no ranking de liberdade de imprensa feito pela ONG Repórteres Sem Fronteiras e o penúltimo no ranking de liberdade global feito pela Freedom House, entidade com sede em Washington.

O Turcomenistão faz fronteira com o Irã, o sétimo país com o maior número de casos de Covid-19 no mundo.

Berdymukhamedov diz que não há nenhum caso confirmado de coronavírus no país, mas ninguém sabe ao certo se os dados oficiais são verdadeiros.
Lucas Alonso - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Cuidado na internet!

Nucria alerta para aliciadores de menores em jogo de celular

20 OUT 2020 às 19h01
Governador de SP

João Doria tem bens bloqueados pela Justiça em processo por improbidade

20 OUT 2020 às 17h21
Geração de renda

Empresa de colágeno e gelatina promete criar 350 empregos em Ibiporã

20 OUT 2020 às 15h14
Campanha

Sema promove ação para coleta de pneus usados; saiba como se desfazer gratuitamente

20 OUT 2020 às 15h13
Pesca proibida

Defeso da piracema começa em 1º de novembro no Paraná

20 OUT 2020 às 14h46
Plenário do STF

Eleitor não será obrigado a portar o título para votação

20 OUT 2020 às 14h22
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados