Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
A noite é uma criança

Perseidas: chuva de meteoros tem pico essa semana; saiba como observar

Fernanda Circhia - Grupo Folha
12 ago 2021 às 00:14
Continua depois da publicidade

Para quem gosta de observar o céu (e não está com sono), a madrugada desta quinta-feira (12) será interessante para observar a chuva de meteoros Perseidas. De acordo com Miguel Moreno, coordenador do Gedal (Grupo de Estudo e Divulgação de Astronomia de Londrina), o pico de atividade será nesta madrugada, mas também poderá ser visto de quinta para sexta-feira (13). "A partir da 1h já começa a ficar um pouco mais visível. A incidência fica maior. A chuva de meteoros geralmente entre 2h, 3h ou 4h da manhã. São os horários mais interessantes", aconselha Moreno.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Para qual direção devo olhar?

Continua depois da publicidade


A chuva de meteoros se chama Perseidas porque o radiante dela fica na constelação de Perseu. O coordenador do Gedal explica que a partir das 2h mais ou menos a constelação de Perseu está bem baixinho no horizonte norte. "Os meteoros cruzam o céu em várias direções. Imagine se em cada meteoro que você observar, você traçasse uma linha reta dele, fizesse uma linha completa dele. Você ia achar um ponto no céu que essas linhas iriam se cruzar, que a gente chama de radiante. Ou seja, os meteoros parecem nascer daquele ponto. Não é que eles surgem no céu daquele ponto. É que direção que eles surgem é daquele ponto", esclarece. O que acarreta este fenômeno é o fato da Terra cruzar o rastro de poeira deixada pelo cometa Swift-Tuttle.


Para essa observação, Moreno indica que o ideal será olhar para o horizonte norte indo para o alto do céu. "Quanto mais escuro e limpo possível, melhor. Por isso que a gente sempre fala para ficar longe das luzes da cidade, né? Apagar as luzes da casa, sentar em uma posição confortável, não usar binóculo, sem usar celular. Isso é fundamental", ressalta.

Continua depois da publicidade


O coordenador reforça que as pessoas insistem em ficar mexendo no celular, mas a luz do aparelho atrapalha muito a visão. "Você tem que ficar de 15 a 20 minutos sem estar mexendo no celular para seu olho atingir a máxima capacidade dele de observação noturna. Então, esquece o celular! Fica ali em uma posição confortável, se agasalhe, pois faz um friozinho. Uma boa companhia para ficar conversando ali enquanto espera os meteoros", ensina.


"E eu brinco com as pessoas que acreditam que podem fazer um pedido que quando você ver um, pede para aparecer mais. Ao invés de pedir para ganhar na Sena ou alguma outra coisa, pede para aparecer mais", conta o coordenador.


Eu vou conseguir ver? Quantos?


Miguel Moreno esclarece que chuvas de meteoros nunca são precisas. "Pode ser que de repente o pico seja muito melhor que a gente espera. Fala-se em máximo de 50 a 60 por hora, mas isso seria em condições excelentes lá no hemisfério norte com radiante bem alto no céu. Aqui a gente pode encontrar 10 a 15 por hora já seria uma média bacana. São meteoros bonitos. Só que pode ser que de repente dê isso ou que de repente dê menos. A chuva de meteoros é muito inconsistente nesse ponto", avalia.

No entanto, existe sim uma vantagem nesta madrugada. "A vantagem dessa chuva é que a gente não vai ter Lua. Ela está bem fininha, bem bonita de ser ver. Estava até avermelhada hoje por volta das 19h30. A grande vantagem é que não estará 'atrapalhando' no céu", apresenta. Isto porque a Lua está na fase crescente.


Continue lendo