Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Testes ainda são necessários

Pesquisas sobre "carne de laboratório" avançam, mas produto está longe de se popularizar

Lucas Catanho - Especial para a Folha
04 mai 2024 às 11:00
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

As pesquisas sobre carne produzida em laboratório avançam a cada dia no Brasil, mas a popularização desse tipo de invenção ainda está longe de acontecer.


Vivian Feddern, pesquisadora da Embrapa Suínos e Aves, destaca que hoje o que se tem no Brasil são protótipos, porém mais testes ainda são necessários. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


“É necessário submeter a avaliação dos produtos desenvolvidos para os órgãos competentes, como a Anvisa e o Ministério da Agricultura e Pecuária”, pontua.

Leia mais:

Imagem de destaque
Ação contra o governo britânico

Ativistas vandalizam pedras de Stonehenge, na Inglaterra, com tinta laranja

Imagem de destaque
Dia dos Pais

Kate Middleton homenageia príncipe William com imagem inédita e mensagem de amor

Imagem de destaque
Crystal

Como funciona o Cirque du Soleil, que leva espetáculo de gelo ao Rio e a São Paulo

Imagem de destaque
Proibido em 21 países

Saiba como é a legislação sobre aborto ao redor do mundo


A Anvisa já deu sinal verde à carne por cultivo celular no Brasil, ao publicar a Resolução RDC nº 839, em dezembro do ano passado. 

Publicidade


A norma dispõe sobre a comprovação de segurança e a autorização de uso de novos alimentos e novos ingredientes. Isso significa que a agência vai receber os produtos para autorizar o ingresso deles no mercado, após análise.


Não param de surgir novas pesquisas para produção de carne em laboratório. A pesquisadora pontua que várias instituições estão aprovando e elaborando projetos do tipo, como UFMG, Cefet/MG, UFPR, UFSC, Unicamp e USP.

Publicidade


A Embrapa Suínos e Aves, por sua vez, está conduzindo três pesquisas do tipo. Em 2021, a empresa pública participou do edital internacional do GFI (The Good Food Institute), sendo contemplada com a aprovação para criar uma carne de frango em laboratório.


As atividades começaram em 2022, quando chegaram recursos. A pesquisadora explica em que fase a pesquisa está no momento. 

Publicidade


“Estamos produzindo protocolos otimizados para produção dos miotubos que perfazem as fibras musculares, que são a etapa mais importante do processo, pois são eles que vão conferir o conteúdo proteico do produto.”


Além dessa pesquisa, a Embrapa Suínos está iniciando neste ano projetos com duas empresas, de Porto Alegre e de Niterói, para desenvolver “carne de laboratório”.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Pesquisas sobre carne celular avançam, mas popularização ainda está longe
Descubra como o Brasil avança na pesquisa de carne de laboratório, com projetos da Embrapa e startups, visando a produção sustentável e acessível.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade