09/12/19
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Abiy Ahmed

Premiê da Etiópia, Abiy Ahmed ganha Nobel da Paz 2019

O Nobel da Paz 2019 foi concedido nesta sexta-feira (11) ao primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, de 43 anos, pivô da reconciliação entre o país e a Eritreia. Ele recebeu o prêmio "por seus esforços para alcançar a paz e a cooperação internacional, principalmente por sua iniciativa decisiva destinada a resolver o conflito na fronteira com a Eritreia", afirmou a presidente do Comitê Nobel, Berit Reiss-Andersen.

Ver essa foto no Instagram

BREAKING NEWS The Norwegian Nobel Committee has decided to award the 2019 Nobel Peace Prize to Ethiopian Prime Minister Abiy Ahmed Ali for his efforts to achieve peace and international cooperation, and in particular for his decisive initiative to resolve the border conflict with neighbouring Eritrea. The prize is also meant to recognise all the stakeholders working for peace and reconciliation in Ethiopia and in the East and Northeast African regions. When Abiy Ahmed became Prime Minister in April 2018, he made it clear that he wished to resume peace talks with Eritrea. In close cooperation with Isaias Afwerki, the President of Eritrea, Abiy Ahmed quickly worked out the principles of a peace agreement to end the long "no peace, no war” stalemate between the two countries. In Ethiopia, even if much work remains, Abiy Ahmed has initiated important reforms that give many citizens hope for a better life and a brighter future. He spent his first 100 days as Prime Minister lifting the country’s state of emergency, granting amnesty to thousands of political prisoners, discontinuing media censorship, legalising outlawed opposition groups, dismissing military and civilian leaders who were suspected of corruption, and significantly increasing the influence of women in Ethiopian political and community life. He has also pledged to strengthen democracy by holding free and fair elections. Ethiopia is a country of many different languages and peoples. Lately, old ethnic rivalries have flared up. According to international observers, up to three million Ethiopians may be internally displaced. That is in addition to the million or so refugees and asylum seekers from neighbouring countries. As Prime Minister, Abiy Ahmed has sought to promote reconciliation, solidarity and social justice. The Norwegian Nobel Committee hopes that the Nobel Peace Prize will strengthen Prime Minister Abiy in his important work for peace and reconciliation. #NobelPrize #NobelPeacePrize #NobelLaureate #news #BreakingNews #peace #ethiopia #africa #abiyahmedali #reconciliation #democracy #socialjustice #reforms #eritrea #achievement #award #prize

Uma publicação compartilhada por Nobel Prize (@nobelprize_org) em



A Etiópia está "orgulhosa como país" com o anúncio do prêmio, disse o chefe de governo local no Twitter, destacando que isso é o "reconhecimento" do trabalho do premiê em favor da "cooperação, unidade e coexistência".

Para o secretário-geral da ONU, António Guterres, a aproximação entre a Etiópia e a Eritreia impulsiona a estabilidade na região

Abiy Ahmed rompeu com quase duas décadas de conflito entre seu país, o segundo mais populoso da África, e a Eritreia, seu pequeno e isolado vizinho. Quando se tornou primeiro-ministro da Etiópia em 2018, deixou claro que desejava retomar o processo de paz paralisado, trabalhando em estreita cooperação com o presidente da Eritreia, Isaías Afwerki.

As duas nações compartilham laços étnicos e culturais profundos, mas até julho de 2018 estavam presas em uma espécie de guerra fria, conflito que separou famílias, complicou a geopolítica e custou a vida de mais de 80 mil pessoas durante dois anos de violência na fronteira.

Embora ainda haja trabalho a ser feito para garantir uma paz duradoura, o Comitê do Nobel, na Noruega, observou em sua citação que "Abiy Ahmed iniciou reformas importantes que dão a muitos cidadãos a esperança de uma vida melhor e de um futuro melhor".

Berit Reiss-Andersen observou que Ahmed ainda não havia sido contatado por telefone. "Se ele está me vendo agora, gostaria de transmitir meus mais calorosos parabéns", disse ela. (Com agências internacionais).
Agência Estado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE