Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Catástrofe

Quatro mil chilenos estão desabrigados após terremoto

Redação Bonde
16 nov 2007 às 00:50
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Oficina Nacional de Emergência do Chile, que corresponde à Defesa Civil brasileira, informou que pelo menos 4 mil pessoas estão desabrigadas, duas mulheres morreram e no mínimo 160 cidadãos estão feridos, vítimas do terremoto que atingiu o norte do país na tarde de quarta-feira.

O epicentro do tremor, que atingiu 7,7 graus na escala Richter, foi registrado no povoado de Quillagua, localizado a 170 quilômetros da cidade de Antofagasta, região mais atingida pelo terremoto. Além do Chile, o Brasil e outros três países sul-americanos registraram movimentos no solo decorrentes do abalo sísmico.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


De acordo com informações da Agência Telam, o governo chileno trabalha em várias frentes de ação e conseguiu resgatar, durante a madrugada, 52 trabalhadores que estavam presos desde ontem na obra de um túnel nos arredores de Antofagasta. Nenhum dos operários corre risco de morrer.

Leia mais:

Imagem de destaque
Estados Unidos

Cresce coro pela desistência de Biden, que encara momento crucial nesta quinta

Imagem de destaque
Preços até R$ 13.799

Samsung lança novos celulares dobráveis e fone de ouvido que faz tradução

Imagem de destaque
Diz ONU

Má gestão de resíduos promove doenças infecciosas, cardiovasculares, respiratórias e endócrinas

Imagem de destaque
Pessoas em situação de rua

Buenos Aires registra cinco mortes pelo frio em menos de um mês

O último terremoto de grandes proporções no Chile foi registrado no ano passado e alcançou 7,9 graus na escala Richter. Dez pessoas morreram em decorrência do fenômeno. O pior tremor de terra nos últimos anos na América do Sul, entretanto, ocorreu há três meses no Peru, deixando um saldo de mais de 500 mortes e 30 mil desabrigados.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade