Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Destruição

Temporais atingem França e China

Redação - Folha de Londrina
16 jul 2003 às 19:47
Continua depois da publicidade

Quatro pessoas, entre elas dois turistas estrangeiros, morreram nas tempestades violentas que atingiram o Sudoeste e o Centro-Oeste da França, segundo um novo balanço dos serviços da Defesa Civil. Nove pessoas ficaram gravemente feridas e 61 têm ferimentos mais leves. Houve interrupção do fornecimento de energia a 160 mil casas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Entre os mortos estão um holandês de 40 anos e uma menina alemã de 11, vítimas da queda de uma árvore em um acampamento para turistas na localidade de Biscarosse, em Landas (sudoeste da França), segundo a mesma fonte.

Continua depois da publicidade


Em Cambo les Bains, no País Basco, morreu um adolescente de 17 anos que perdeu o controle de sua moto devido ao granizo e bateu em um carro. Uma quarta pessoa morreu de parada cardíaca devido ao estresse provocado pelo mau tempo em um acampamento para turistas em Gennes (centro).


O tráfego ferroviário foi interrompido em alguns pontos das regiões afetadas devido aos danos na rede elétrica e à presença de árvores nos trilhos, anunciou a companhia nacional ferroviária SNCF.


Em Charente Marítima (sudoeste), duas crianças e três adultos foram feridos por um raio que caiu sobre uma árvore, segundo os bombeiros.

Continua depois da publicidade


Numerosas estradas foram fechadas pela queda de árvores.


Na China - As chuvas torrenciais que atingem o centro e o sul da China provocaram novos deslizamentos de terra e inundações, revelaram nesta quarta fontes oficiais.


No distrito de Danba, região povoada por tibetanos no oeste da província de Sichuan, as chances de se encontrar sobreviventes entre os 49 desaparecidos após o deslizamento de terra da sexta-feira passada era remota, declarou uma autoridade local.


A camada de lodo e pedras que cobriu o vale tem entre três e cinco metros, segundo a página da internet Sina.com.


Em outra zona de Sichuan, as fortes chuvas provocaram inundações e deslizamentos de terra na região de Guangyuan, onde sete pessoas morreram e quatro estão desaparecidas, segundo Yang Yucai, um responsável do distrito de Wangcang.


Em Hubei, no centro do país, doze pessoas morreram e outras doze estão desaparecidas após um deslizamento de terra ocorrido no domingo, segundo as autoridades locais.


O transbordamento de um afluente do rio Yangtsé, que provocou o naufrágio de vários barcos, obrigou a evacuação de 1.200 pessoas, revelou a agência Notícias da China.

Em Hunan, também no centro do país, um deslizamento de terra ocorrido em 9 de julho passado deixou 17 mortos e nove desaparecidos no distrito de Yongshun, revelou ontem um funcionário local.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade