Pesquisar

Canais

Serviços

- Fábio Dias/PCPR
Dentro da cela

Condenado por estupro é assassinado e tem órgão íntimo colocado na boca em Cruzeiro do Oeste

Redação Bonde
19 ago 2021 às 11:17
Continua depois da publicidade

Um detento condenado por estupro, de 30 anos, foi assassinado em sua cela na Peco (Penitenciária de Cruzeiro do Oeste), no Noroeste do Paraná, na madrugada de quarta-feira (18). Sua identidade não foi informada pela polícia.

Continua depois da publicidade


De acordo com a PC (Polícia Civil), um dos presidiários golpeou o pescoço do homem com o cabo de uma escova dental, causando sangramentos. Ao perceber que poderia ter o matado, deitou-o e retirou, com uma lâmina de barbear, o seu coração, além do órgão íntimo, que foi colocado na boca. Dois outros detentos também participaram do crime, segurando-o. A lâmina foi apreendida.

Continua depois da publicidade


O motivo principal para o assassinato, conforme aponta a PC, é que o prisioneiro alvo da ação já havia sido condenado por estupro. Criou-se uma rivalidade dentro da cela.


O executor, ouvido pela investigação, alegou que ouvia vozes em sua cabeça, que o mandaram retirar os órgãos do companheiro de cela após o golpe. Todos detentos no local do crime foram ouvidos, além dos agentes penitenciários que prestaram os primeiros atendimentos. O delegado Izaias Cordeiro de Lima, da Divisão Policial de Cruzeiro do Oeste, informa que não há indícios de facilitação do crime por parte dos funcionários.

Continua depois da publicidade


Lima considera que, como os autores já estão em reclusão, não há risco para ordem pública, mas, como eles podem ser liberados da cadeia pelo crime que entraram lá, foi pedida uma nova prisão preventiva considerando o homicídio.


A investigação, para o delegado, exige raciocínio lógico e diligência, já que os envolvidos buscam não delatar uns aos outros.

O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) de Umuarama.


Continue lendo