Pesquisar

Canais

Serviços

Reconstituição frustrada: a principal testemunha do homicídio da estudante teria ficado constrangida pela presença da imprensa - Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Tentativa

Frustrada reconstituição do assassinato de Amanda Rossi

Danilo Marconi - Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A Polícia Civil tentou fazer a reconstituição do assassinato da universitária Amanda Rossi, na tarde desta sexta-feira (6), no campus da Unopar, Jardim Piza, zona sul de Londrina. O crime aconteceu em 27 de novembro de 2007. A jovem foi estrangulada até a morte.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

O delegado de Homicídios, Ernandes César Alves, levou até o local Dayane Azevedo, que supostamente teria participado do crime. A jovem está presa desde dezembro passado após confessar participação no assassinato. Em depoimento, Dayane Azevedo admitiu que chamou Amanda Rossi para fora do ginásio onde ocorria o evento de hip hop. O ato foi um pedido de Luiz Rocha e Alan Henrique, também presos.

Continua depois da publicidade


No entanto, a reconstituição foi frustrada pela presença da imprensa. Informações extra-oficiais dão conta que Dayane Azevedo teria ficado constrangida e o ato foi cancelado.

O delegado Ernandes César Alves não falou com a imprensa, assim como os peritos da criminalística.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade