Pesquisar

Canais

Serviços

Cinco pessoas foram responsabilizadas por maus tratos aos animais - Sesp
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cinco envolvidos

Polícia apreende 211 aves em rinha de canários no PR

AEN
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente desmontaram uma rinha de canários que funcionava na localidade de Faxinal, zona rural de Araucária, onde foram apreendidas 211 aves. Cinco pessoas foram responsabilizadas por maus tratos aos animais, o que é considerado crime ambiental.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

De acordo com a delegada Leonídia Hecke, uma denúncia estava sendo investigada e, por volta das 12 horas de domingo, os policiais localizaram a chácara onde ocorria a rinha. "Nós tínhamos algumas informações que uma rinha estava acontecendo na zona rural de Araucária. No final da manhã conseguimos chegar ao local onde foi constatado que a chácara realmente estava sendo usada para maus tratos aos pássaros" explicou.

Continua depois da publicidade


Segundo a polícia, na chácara estavam aproximadamente 80 pessoas que apostavam e incentivavam a luta entre os pássaros. Dois machos eram colocados em uma gaiola próxima a uma outra gaiola onde estava uma fêmea. Os pássaros passavam a brigar pela fêmea e os frequentadores apostavam no vencedor. Em alguns casos a briga só terminava com a morte de um dos combatentes.


Entre as pessoas que estavam no local os policiais identificaram cinco como os proprietários das aves.Todos foram responsabilizados por maus tratos aos animais, o que pela lei é crime ambiental. Após serem ouvidos assinaram termo circunstanciado e foram liberados. Caso sejam condenados pela justiça podem pegar de três meses a um ano de prisão.

As 211 aves foram encaminhadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres onde serão examinadas por veterinários e biólogos. Após uma avaliação serão soltos na natureza ou encaminhados para viveiros onde ficarão em observação. As investigações continuam para identificar o proprietário do imóvel e o envolvimento de mais pessoas com a rinha.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade