Pesquisar

Canais

Serviços

Espaço abandonado na Vila Brasil onde Juliana quase foi assassinada
- Rafael Machado/Grupo FOLHA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Caso Juliana

Quinto suspeito de tentar matar mulher jogada em poço é detido em Londrina

Rafael Machado/Grupo FOLHA
27 ago 2021 às 16:38
Continua depois da publicidade

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (27) um rapaz suspeito de envolvimento na tentativa de homicídio contra Juliana Aparecida de Almeida, 32 anos, jogada em um poço de três metros de profundidade em um mocó da Rua Chile, na Vila Brasil, perto da unidade da Copel (Companhia Paranaense de Energia). A Guarda Municipal foi avisada por um andarilho que a vítima estava no buraco. Os guardas acionaram então o Corpo de Bombeiros, que resgatou a jovem. 

Continua depois da publicidade


 Após ser brutalmente espancada, Juliana foi encontrada pelos bombeiros no dia 15 de julho. Ficou 12 horas no poço, convivendo com a promessa de que seria executada em pouco tempo. A Delegacia de Homicídios descobriu que seis pessoas planejaram o crime. Cinco já estão na cadeia, incluindo o detido na operação desta sexta. "Ele ajudou a agredir a vítima e trabalhava para o traficante da região, apontado como o mandante da tentativa de assassinato", informou o delegado João Reis.

Continua depois da publicidade


Continue lendo na Folha de Londrina.

Continue lendo