Pesquisar

Canais

Serviços

Marcos Zanutto/Arquivo FOLHA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Busca e apreensão

Suspeito de participar de incêndio em agência da Caixa em Londrina é alvo da PF

28 out 2021 às 10:52
Continua depois da publicidade

Agentes da PF (Polícia Federal) cumpriram, na manhã desta quarta-feira (27), um mandado de busca e apreensão em residência situada no jardim Shangri-lá, onde reside um suspeito de participar do incêndio criminoso do último dia 20 de junho na Agência San Remo da Caixa, em Londrina. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Na ocasião do crime, por volta das 21h, foi verificado um incêndio nesta unidade bancária. Duas pessoas, utilizando máscara e capuz, entraram na sala de autoatendimentos e ali se dirigiriam a dois terminais, ateando fogo com o auxílio de combustível líquido. Os invasores deixaram o local e não se verificou ataque a outros terminais.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Em levantamento da perícia, foi constatado que esses terminais eram utilizados propriamente para o recebimento de envelopes de depósitos de numerários, como cheques e valores em espécie, que viriam a ser creditados nas contas.


De acordo com a PF, baseando-se nessa informação e diante da suspeita da prática de golpe, além do incêndio, uma investigação foi deflagrada com supostot titulares de contas que poderiam ser beneficiadas pelos depósitos.

Continua depois da publicidade


A polícia diz que chamou a atenção os diversos envelopes em nome de algumas pessoas. Uma delas contatou a agência através de aplicativo de conversa e chegou a procurar o banco para reclamar a falta de crédito de valores.


Os envelopes, que teriam sido depositados nos terminais incendiados, foram recuperados pelos técnicos da Caixa e se verificou que, em seu interior, havia apenas envelopes com alguns papéis com o nome, inclusive, do suspeito alvo da PF nesta quarta (27) . 


A PF informa que as investigações continuam apurando a participação de outros envolvidos que seriam beneficiados pelos depósitos.  

Continue lendo