Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Sai Alexandre de Moraes

André Mendonça, ministro do STF, é eleito para o TSE

André Richter - Agência Brasil
17 mai 2024 às 09:45
- José Cruz/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) André Mendonça foi eleito nesta quinta-feira (16) para a vaga de ministro efetivo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), órgão responsável pela organização das eleições.


Desde 2022, Mendonça atua no tribunal, no entanto, como ministro substituto. Com a saída de Alexandre de Moraes, atual presidente do TSE, no mês de junho, uma das três cadeiras efetivas destinada a membros do Supremo ficará vaga e vai ser ocupada por André Mendonça.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A eleição ocorreu  de maneira simbólica pelo plenário do STF. As cadeiras do Supremo no TSE são ocupadas de forma rotativa entre os ministros.

Leia mais:

Imagem de destaque
Sem consenso

Projeto Antiaborto por Estupro divide direita, e ala vê 'tiro no pé'

Imagem de destaque
Eleições 2024

PL, PT e União Brasil ficarão com mais de 40% do fundão eleitoral de R$ 5 bi

Imagem de destaque
Entenda

PL Antiaborto por Estupro pode levar menores de idade a privação de liberdade por até 3 anos

Imagem de destaque
Secretaria de Defesa Social

Guarda Municipal de Londrina depende do aval da Câmara para comprar sede própria


Ao ser eleito para a vaga efetiva, Mendonça se comprometeu a atuar de forma imparcial no tribunal eleitoral. Ele foi indicado para o STF pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). 

Publicidade


"O meu compromisso com os eminentes pares, como um dos representantes do próprio tribunal no TSE, é atuar com absoluta imparcialidade e deferência ao tribunal, à legislação e à Constituição", disse.


Mendonça ainda cumprimentou Moraes pela atuação na presidência do tribunal. "O meu registro da gestão exitosa de Vossa Excelência [ Moraes] à frente do TSE, conduzindo o tribunal em tempos de muitas turbulências e alguns questionamentos", disse.

Publicidade


Moraes deixa a presidência do TSE no dia 3 de junho, quando completa o período máximo de 4 anos na Corte. Será sucedido pela ministra Cármen Lúcia no comando do tribunal.


A partir de junho, o TSE será composto pela ministra Cármen Lúcia, presidente; Nunes Marques, vice-presidente; e os ministros André Mendonça, Raul Araújo (STJ), Maria Isabel Galotti (STJ), Floriano de Azevedo Marques e André Ramos Tavares, ambos da advocacia.


O TSE é composto por sete ministros, dos quais três do STF, dois do Superior Tribunal de Justiça, e dois advogados indicados pelo presidente da República.


Imagem
Viaduto de Lerroville vai ser construído na última fase da duplicação da PR-445
Reivindicação dos moradores, o viaduto de acesso ao distrito de Lerroville, em Londrina, será construído na última fase da duplicação da PR-445.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade