Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Marco Legal dos Games

Câmara aprova regulamentação de mercado de jogos eletrônicos

Victoria Azevedo - Folhapress
10 abr 2024 às 09:10
- Yan Krukau
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (9) o projeto de lei que cria o Marco Legal dos Games, que regula a fabricação, a importação, a comercialização e o desenvolvimento dos jogos eletrônicos no país.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Lamentável

Sob Bolsonaro, Brasil afrouxou regras para construir na margem de rios e lagos; entenda a legislação

Imagem de destaque
PL em tramitação

Câmara aprova projeto que censura crianças e adolescentes em parada LGBTQIA+ em Londrina

Imagem de destaque
Em entrevista

Moro elogia Pacheco, agradece a Bolsonaro e vê voto veemente de Moraes no TSE

Imagem de destaque
Saiba mais

Câmara aprova texto-base de projeto que mira MST e veta benefícios sociais a invasores de propriedade

A matéria também estabelece que os jogos eletrônicos poderão ser usados para fins terapêuticos e em ambiente escolar, para fins didáticos e em conformidade com a base nacional comum curricular, entre outros.

Publicidade


Os chamados "fantasy sports" (que ocorrem em ambiente virtual e abrangem o desempenho de atletas em eventos esportivos reais) não foram incluídos no escopo da proposta aprovada.


Os parlamentares chancelaram mudanças ao projeto feitas por senadores e agora ele seguirá para a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele é de autoria do deputado Kim Kataguiri (União Brasil-SP).

Publicidade


"A indústria nacional e a população brasileira carecem de uma legislação específica para o setor de games. Esta proposta vem a suprir essa carência", diz o relator do texto na Câmara, Darci de Matos (PSD-SC), em sua justificativa.


O projeto aprovado prevê que as empresas desenvolvedoras de jogos eletrônicos poderão ser beneficiadas por programas de fomento à cultura no país, como a Lei Rouanet e a Lei do Audiovisual.


A proposta inclui na Lei do Audiovisual desconto de 70% no imposto sobre remessas ao exterior relacionadas à exploração de jogos eletrônicos ou licenciamentos, desde que a empresa estrangeira invista no desenvolvimento de games independentes nacionais.


Caberá ao Estado realizar a classificação etária indicativa dos jogos. O projeto também dispensa autorização estatal prévia para o desenvolvimento e a exploração dos jogos eletrônicos.


Imagem
Lula dá recado a Musk, e Moraes cita má-fé ao negar pedido do X no Brasil
O presidente Lula (PT) disse nesta terça-feira (9) que bilionários do mundo precisam aprender a preservar a floresta, em uma referência a Elon Musk, dono do X (ex-Twitter), autor de ataques ao ministro Alexandre de Moraes, do STF
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade