Pesquisar

Canais

Serviços

Na carta de renúncia, Carli Filho afirma que o destino reservou-lhe a trágica surpresa de se envolver no acidente - Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Oficial

Carli Filho renuncia e atribui acidente ao destino

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) apresentou nesta sexta-feira (29) ao presidente da Assembleia Legislativa, Nelson Justus (DEM), pedido oficial de renúncia ao mandato parlamentar.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Segundo a assessoria de imprensa do Gabinete da Presidência da Assembleia, o documento foi entregue pelo advogado do deputado, Roberto Brzezinski. Carli Filho encontra-se internado para tratamento de saúde no Hospital Albert Einstein, na cidade de São Paulo, desde o último dia 10.

Continua depois da publicidade


Carli Filho foi responsável por um acidente em Curitiba que tirou a vida de dois jovens. Ele estava alcoolizado, dirigia em alta velocidade e com a carteira de habilitação suspensa.


A família dos jovens havia protocolado pedido de cassação de mandato de Carli Filho.


Nesta sexta-feira, encerrava-se o prazo para a apresentação da defesa de Carli Filho junto à Corregedoria-Geral da Assembléia, na sindicância aberta pelo corregedor-geral, deputado Luiz Accorsi (PSDB), e pela Mesa Executiva, no último dia 18 de maio.

Continua depois da publicidade


No ofício ao presidente Nelson Justus, Carli Filho comunica: "Sr. Deputado Nelson Justus, digníssimo presidente da Assembléia Legislativa do Paraná e Colenda Assembléia Legislativa, renuncio perante Vossa Excelência ao mandato que o povo paranaense me outorgou nas eleições de 2006 e nas quais tive a honrosa escolha de ser o parlamentar mais jovem da atual legislatura."


Ao tempo em que afirma que o destino reservou-lhe "a trágica surpresa" de se envolver, "sem minha vontade direta ou indireta, no acidente que causou a morte de duas pessoas, jovens como eu", Carli Filho transmite "a todos os seus familiares e amigos o meu sentimento de solidariedade espiritual" e informa que aguardará o processo e julgamento "sem prerrogativas funcionais ou privilégios de qualquer ordem para receber, como cidadão comum, a sentença que as circunstâncias do fato e a sensibilidade da Justiça determinarem".


Nelson Justus


Depois de receber o ofício de Carli Filho, o presidente Nelson Justus afirmou que lerá o documento de renúncia na sessão plenária de segunda-feira (1) e convocará o suplente para assumir, na próxima semana, o mandato de deputado estadual, que se estende até 31 de janeiro de 2011.


"Cabe a mim, como presidente da Assembleia, cumprir com o que determina a lei e, como homem e pai de família, eu lamento profundamente essa tragédia que levou as vidas de dois jovens e deixou marcas profundas e permanentes em três famílias, às quais ofereço, uma vez mais, a minha solidariedade pessoal e também a da instituição que presido", disse Nelson Justus à assessoria de imprensa.


"A Assembléia Legislativa cumpriu e seguirá cumprindo, na condição de Poder que representa o povo do Paraná, com todas as suas obrigações constitucionais, regimentais e morais", disse.


O corregedor-geral, deputado Luiz Accorsi, informou que, diante da renúncia, a sindicância que conduzia para apurar eventual quebra de decoro parlamentar de Fernando Ribas Carli Filho fica extinta por perda de objeto.


Nascido em Guarapuava há 26 anos, Fernando Ribas Carli Filho foi eleito em 2006 para o mandato de deputado estadual com 46.686 votos, dos quais 37.386 na sua cidade natal. Acadêmico de Publicidade e Propaganda, é filho de Fernando Ribas Carli, ex-deputado estadual, ex-deputado federal e atual prefeito de Guarapuava, em cumprimento ao seu terceiro mandato.


Matéria relacionada:

"Renúncia de Carli não traz alívio", diz mãe de vítima


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade