26/02/21
PUBLICIDADE
Saiba mais

Greca, prefeito de Curitiba, anuncia acordo com Doria por Coronavac

Daniel Castellano / SMCS
Daniel Castellano / SMCS


O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), anunciou nesta segunda-feira (7) que vai adquirir doses da Coronavac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.


Segundo a prefeitura, o plano de vacinação de Curitiba deve ser iniciado juntamente com o de São Paulo, em 25 de janeiro, com prioridade para os profissionais de saúde do município.

A imunização, porém, ainda depende de autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Os resultados de eficácia da vacina ainda não foram anunciados, ao contrário de outras farmacêuticas como Pfizer e Moderna.

Horas após o governo de São Paulo ter anunciado o início da vacinação, a Anvisa divulgou uma nota na qual indica que ainda faltam vários passos para a obtenção do registro para o imunizante.

A solicitação de compra da vacina por Curitiba já havia sido anunciada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), nesta segunda-feira. Segundo a prefeitura, a capital do Paraná foi uma das primeiras a pedir a reserva de doses. Outros oito estados do Brasil e o prefeito eleito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), também solicitaram a compra da vacina.

Ao menos 4 milhões das 46 milhões de doses do imunizante adquiridas pelo governo paulistano devem ser vendidas para outras regiões. A quantidade a ser comprada pela Prefeitura de Curitiba ainda será definida, e o valor acertado não foi divulgado.

Greca afirmou que Doria o telefonou nesta segunda-feira para confirmar a parceria com Curitiba.

"É uma adesão de Curitiba à ideia forte de que o Brasil precisa de um plano nacional de ampla imunização. Que venham todas as vacinas: a inglesa, a norte-americana, a chamada chinesa, mas que é do Butantan, um orgulho do Brasil, a da Fundação Oswaldo Cruz, e todas as outras que possam ser desenvolvidas, porque nós, brasileiros, merecemos para 2021 o livramento desta provação chamada coronavírus. Eu defendo que todas as cidades, todos os estados e o governo federal, com grande ênfase e prioridade absoluta, imunizem todo o povo no menor tempo possível", disse o prefeito.

Na semana passada, Greca afirmou que o município tem R$ 20 milhões guardados para comprar vacinas contra o novo coronavírus assim que a Anvisa liberar a imunização.

O governo do Paraná, que chegou a anunciar parceria para compra e produção da Sputnik V, vacina contra a Covid-19 produzida pela Rússia, reservou R$ 200 milhões para adquirir vacinas contra a Covid-19.
Katna Baran - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Decreto estadual

Londrina e cidades da região metropolitana vão seguir lockdown na íntegra

26 FEV 2021 às 18h11
Decreto Estadual

Arapongas suspende atividades não essenciais a partir de sábado

26 FEV 2021 às 16h59
Nova quarentena

Com aumento de casos, Maringá segue medidas anunciadas pelo Governo do Paraná

26 FEV 2021 às 16h43
Críticas

'Sou imbrochável', diz Bolsonaro ao alegar que sofre ataques 24 horas por dia

26 FEV 2021 às 16h28
Covid-19

Deputado Soldado Adriano, vice-líder do governo na Assembleia, testa positivo para Covid-19

26 FEV 2021 às 16h10
Sujeito a multa

Empresas devem entregar os informes de rendimentos até sexta-feira

26 FEV 2021 às 15h52
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados