Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Reforma tributária

Mercadante diz que não é possível reduzir impostos

Bonde, com informações da Agência Brasil
24 jul 2003 às 16:25
Continua depois da publicidade

O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), disse hoje que o compromisso assumido desde a campanha eleitoral é manter a atual carga tributária, pois não há espaço para reduzi-la, em função do elevadíssimo superávit primário, em torno de 4,75% do Produto Interno Bruto (PIB), e também da necessidade de reduzir o endividamento do estado.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Segundo Mercadante, o esforço que vem sendo feito é no sentido de racionalizar a estrutura tributária, simplificar os tributos, desburocratizar o dia-a-dia das empresas, desonerar as exportações e melhorar a divisão dos recursos arrecadados entre as três esferas de governo.

"Na medida em que temos hoje 28 códigos tributários, se for criado um único ICMS nacional, é uma racionalização que vai permitir dar transparência aos tributos com apenas cinco alíquotas básicas. Como cada um desses 28 códigos tem mil páginas, dificultando saber quem se beneficia com a simplificação, defende, melhora a concorrência entre as empresas", afirmou Mercadante, ao participar do encontro "Brasil-Plataforma emergente para empresas 'Classe Mundial' na América Latina", realizado na sede da Câmara Americana de Comércio.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade