Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Atendimento a critérios

PL, PT e União vão receber 41% dos recursos do Fundo Eleitoral em 2024

Douglas Kuspiosz - Grupo Folha
24 jun 2024 às 09:45
- Divulgação/EBC
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou na semana passada como será a repartição de recursos do FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha), principal forma de financiamento das corridas eleitorais no país. 


Em 2024, o fundo terá R$ 4,9 bilhões para uso dos partidos, praticamente o dobro do valor disponível em 2020.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo a Justiça Eleitoral, para ter acesso ao Fundo cada partido precisa definir critérios para distribuição às candidatas e candidatos, de acordo com a legislação. As cotas de gênero de raça, por exemplo, não podem ser ignoradas.

Leia mais:

Imagem de destaque
Aumento do limite

Campanha para prefeito terá teto de R$ 2,3 milhões em Londrina

Imagem de destaque
Jogo virou?

Relembre frases de J.D. Vance, hoje vice de Trump, contra o ex-presidente

Imagem de destaque
Entenda

Paraná: Projeto quer reajustar em 8,03% salário dos servidores estaduais

Imagem de destaque
Em campanha

Biden está com Covid, diz Casa Branca; presidente dos EUA tem sintomas leves


O montante é distribuído da seguinte forma: 2% divididos igualitariamente entre todas as legendas com estatutos registrados no TSE; 35% divididos entre os partidos que tenham, pelo menos, um representante na Câmara dos Deputados, na proporção do percentual de votos obtidos na última eleição; 48% divididos entre as siglas, na proporção do número de representantes na Câmara, consideradas as legendas dos titulares; e 15% divididos entre os partidos, na proporção do número de representantes no Senado Federal, consideradas as legendas dos titulares.

Publicidade


Para este ano, PL, com R$ 886,8 milhões, PT, com R$ 619,8 milhões, e União Brasil, com R$ 536,5 milhões, vão receber as maiores parcelas do Fundo Eleitoral, garantindo 41% do valor disponível.


Outras legendas com valores significativos são PSD, com R$ 420,9 milhões, PP, com R$ 417,2 milhões, MDB, com R$ 404,3 milhões, Republicanos, com R$ 343,9 milhões, Podemos, com R$ 236,6 milhões, PDT, com R$ 173,9 milhões, PSDB, com R$ 147,9 milhões, PSB, com R$ 147,6 milhões, e Psol, com R$ 126,8 milhões.

Publicidade


AVANÇO INSTITUCIONAL


O advogado e cientista político Marcelos Fagundes Curti lembra que o Fundo Eleitoral foi criado em 2017 como forma de compensar a proibição de doações empresariais decidida pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento da ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) 4.650. Ele avalia que a criação do FEFC representa um avanço institucional na democracia brasileira.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
PL, PT e União vão receber 41% dos recursos do Fundo Eleitoral
Em 2024, o FEFC destinará R$ 4,9 bilhões para campanhas, com critérios de distribuição baseados em representatividade e cotas de gênero e raça.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade