03/08/21
PUBLICIDADE
Gesto de boicote

Senadores da CPI da Covid deixam depoimento de defensores de tratamento ineficaz

Jefferson Rudy/Agência Senado
Jefferson Rudy/Agência <a href='/tags/senado/' rel='noreferrer' target='_blank'>Senado</a>


A maioria dos senadores membros da CPI da Covid não compareceu ou mesmo abandonou a sessão desta sexta-feira (18) da comissão, que ouve dois médicos defensores do tratamento precoce para a Covid-19, com medicamentos sem eficácia científica comprovada para a doença.

A sessão já havia começado com poucos senadores, muito diferente de todas as oitivas anteriores. O relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que declinaria seu direito de fazer perguntas aos convidados e se retirou da sessão.

Também saíram do plenário o vice-presidente, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e outros senadores oposicionistas, como Humberto Costa (PT-PE). Entre titulares e suplentes, a CPI tem 18 membros.

Permaneceram apenas o presidente Omar Aziz (PSD-AM), que disse que garantiria que os convidados fossem ouvidos, e uns poucos senadores governistas, como Jorginho Melo (PL-SC), Marcos Rogério (DEM-RO), Eduardo Girão (Podemos-CE) e Luis Carlos Heinze (PP-RS).

Participam da sessão como convidados os médicos Ricardo Ariel Zimerman e Francisco Cardoso Alves.

Em sua fala inicial, o relator criticou a fala negacionista do presidente Jair Bolsonaro, que em transmissão ao vivo na quinta-feira (17) afirmou que a contaminação é mais eficaz do que a vacina contra Covid. A fala vai na direção das suspeitas da CPI, de que o governo adotou a tese da imunidade de rebanho.

"Eu sinceramente, em função desse escárnio, desse descaso, eu me recuso, mesmo como relator dessa comissão parlamentar de inquérito, a fazer qualquer pergunta aos expoentes, aos depoentes, com todo o respeito que eles tenham. Mas eu me recuso. Não dá para continuarmos nessa situação", afirmou.

"A CPI tem o papel de dissuadir práticas criminosas, como essa do presidente da República. E ele continua a fazê-lo em desrespeito a uma instituição da República, que é a comissão parlamentar de inquérito, com poderes constitucionais, judiciais criada para investigar uma coisa cujos órgãos convencionais não estavam investigando. Isso não pode continuar", continuou Renan.

O relator ainda afirmou que o Brasil deve atingir a marca demeio milhão de mortes por covid e que ainda se ouve "esse tipo de irresponsabilidade impunemente".

"Chega. Nós precisamos dar um basta nisso tudo", completou, para em seguida deixar a sessão.
Folhapress
Continue lendo
Zona norte

Londrina: atraso na obra da Cidade Industrial pode gerar rescisão de contrato

03 AGO 2021 às 19h32
Acúmulo de funções

Câmara derruba proposta que exigia retorno dos cobradores dos ônibus em Londrina

03 AGO 2021 às 17h49
CPI da Covid

Senador da CPI afirma ter sido espionado pelo Exército

03 AGO 2021 às 17h25
Mentiras sobre as eleições

TSE vai quebrar sigilos de quem financia fake news sobre sistema eleitoral

03 AGO 2021 às 16h11
Negociações da vacina

Reverendo afirma que fala sugerindo conversa com Bolsonaro era 'bravata'

03 AGO 2021 às 15h24
Caso Matheus

Ex-guarda municipal é interrogado no Tribunal do Júri após três anos da morte de Matheus Evangelista

03 AGO 2021 às 15h10
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados