06/03/21
PUBLICIDADE
Coronavírus

Vacinação 'não é uma questão de Justiça', mas de saúde, afirma Bolsonaro

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta segunda-feira (26) a judicialização sobre a obrigatoriedade da vacinação contra o novo coronavírus. "Temos uma jornada pela frente onde parece que foi judicializada essa questão. E eu entendo que isso não é uma questão de Justiça, isso é questão de saúde acima de tudo, não pode um juiz decidir se você vai ou não tomar vacina”, disse a apoiadores ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta segunda-feira.


Na semana passada, ao menos três ações foram ajuizadas no Supremo Tribunal Federal (STF), questionando a competência para impor vacinação contra a covid-19 e para que o governo federal seja obrigado a comprar as vacinas e medicamentos que forem aprovados pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). Diversos partidos políticos recorreram à Justiça após Bolsonaro afirmar que a vacinação não será obrigatória no Brasil e que o país não vai adquirir a vacina CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan.

Por outro lado, o Ministério da Saúde assinou um protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da CoronaVac, com o objetivo de ampliar a oferta de vacinação para os brasileiros. O ministério já tinha acordo com a AstraZeneca/Oxford, que prevê 100 milhões de doses da vacina, e outro acordo com a iniciativa Covax, da Organização Mundial da Saúde, com mais 40 milhões de doses.

Bolsonaro citou ainda a notícia anunciada nesta segunda pela Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca de que a vacina que estão desenvolvendo contra a covid-19 induziu, durante os testes, uma resposta imune tanto em jovens quanto em idosos. Para Bolsonaro, a notícia é promissora, mas é preciso aguardar a publicação dos resultados em revista científica. "O que a gente tem que fazer aqui é não querer correr, não querer atropelar, não querer comprar dessa ou daquela sem nenhuma comprovação ainda”, disse.
Agência Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Novidades da quarentena

Ratinho permite retorno do comércio e de aulas presenciais na quarta-feira

05 MAR 2021 às 17h59
Saldo de 51 mil contratações

Transporte de cargas registra saldo positivo de contratações em 2020

05 MAR 2021 às 17h27
Aifu em Londrina

Fiscalização fecha lojas funcionando durante a quarentena em Londrina

05 MAR 2021 às 17h20
Alívio no setor

Mercado de eventos vê perspectiva de sobrevivência com aprovação de auxílio

05 MAR 2021 às 16h59
Olha a máscara!

Áreas de lazer de Londrina terão fiscalização intensificada

05 MAR 2021 às 16h37
Protesto dos motoristas

Juíza manda caminhoneiros liberarem saída do pool de combustíveis em Londrina

05 MAR 2021 às 16h08
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados