28/10/20
PUBLICIDADE
Hatch aventureiro

Honda WR-V tem nova versão e mais equipamentos para ganhar fôlego

Divulgação / Honda
Divulgação / Honda


Sem novidades na linha Fit há bastante tempo, a Honda decidiu dar mais uma mexida no WR-V, versão aventureira do hatch, mas vendido como um produto à parte do que como um utilitário esportivo compacto.


As mudanças estão leves no visual. O compacto ganhou faróis com LED e luzes diurnas, grade maior e para-choques redesenhados.

Na traseira, o para-choque ficou mais comprido para proteger a tampa traseira de pequenas batidas. As lanternas mantêm o formato, mas têm nova distribuição de luzes e lâmpadas de LED nas versões EX e EXL.

Divulgação / Honda
Divulgação / Honda


Por dentro a Honda economizou nas modificações. As versões LX e EX ganham tecidos com novo desenho e molduras em preto brilhante. A EXL tem costura preta nos bancos de couro.

O principal ganho do utilitário esportivo está nos equipamentos de segurança. Agora todo WR-V sai de fábrica com controles de tração e estabilidade, itens que serão obrigatórios a partir de 2022.

Fazem parte do pacote o assistente de partida em rampa e o alerta de frenagem emergencial.

Faltou à Honda colocar airbags laterais na versão mais simples, a LX, que custa R$ 83.400. As bolsas já existem na EX, de R$ 90.300 e ganham a companhia dos airbags de cortina na EXL, de R$ 94.700, somando seis bolsas infláveis.

A versão inicial, uma novidade da linha 2021, traz sistema de som com câmera de ré, ar-condicionado, direção elétrica. A intermediária EX acrescenta ar digital automático, central multimídia com tela de 7", piloto automático e apoio de braço entre os bancos da frente.

A partir dessa versão é possível fazer mudanças de marcha com aletas atrás do volante, que é revestido de couro. Conta ainda com sensor de estacionamento traseiro e seis alto-falantes.

Divulgação / Honda
Divulgação / Honda


A topo de linha acrescenta bancos de couro, GPS integrado à central multimídia, retrovisores rebatíveis e sensores de estacionamento no para-choque dianteiro.

O que não muda é o motor 1.5 aspirado de quatro cilindros e que rende 115 cv de potência. Ele é acompanhado sempre da transmissão automática do tipo CVT, sem trocas de marcha.

Com as mudanças e a inédita versão LX, a Honda tenta dar fôlego ao WR-V com a chegada de um forte concorrente na mesma faixa de preços, o Volkswagen Nivus, que tem versões entre R$ 85.890 e R$ 98.290.

O rival, no entanto, é mais bem equipado -tem airbags laterais de série-, e conta com mecânica mais moderna com seu 1.0 turbinado de 128 cv de potência.
Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Versão única

Mercedes lança no Brasil o GLB, utilitário esportivo de luxo

27 OUT 2020 às 11h14
Mais acidentes

Seguro DPVAT: pedidos de indenização aumentam 6% em setembro

26 OUT 2020 às 10h13
Dica de manutenção

Saiba a hora certa de trocar o fluido de freio do seu carro

23 OUT 2020 às 11h03
Novos desafiantes

Volkswagen Taos e Toyota Corolla Cross entram na disputa dos SUVs

22 OUT 2020 às 09h45
Na Europa

Renault Kwid ganha versão de baixo custo com motor elétrico

21 OUT 2020 às 10h01
Quem vence?

Chevrolet Equinox e Jeep Compass esquentam disputa entre SUVs

20 OUT 2020 às 09h51
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados