29/03/20
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Veterano renovado

Onix antigo passa a se chamar apenas Joy e segue como opção mais barata

A Chevrolet acertou na receita do Onix. Bem equipado e relativamente espaçoso, o hatch é o líder de vendas do Brasil há cinco anos. O mesmo acontece com o Onix Joy, que passou a se chamar apenas Joy com a estreia do novo Onix. E não foi só o nome que mudou: o modelo foi reestilizado.

Divulgação
Divulgação


Junto com o nome veio uma remodelação que nem é tão nova assim. O visual é o mesmo da atualização realizada na linha Onix em 2015. De toda maneira, a renovação veio em boa hora na linha Joy.

Os faróis arredondados dão um ar mais sofisticado ao Joy. As lanternas ganharam novo formato e são mais largas do que antes. Só que nada mudou por dentro: a cabine é a mesma desde 2012 e já dá sinais de cansaço. Os bancos, em compensação, são bem confortáveis e têm uma aparência sofisticada com os apliques emborrachados e o revestimento que combina tecido com imitação de couro.

Divulgação
Divulgação


Embora já tenha quase cinco anos nas costas, o design do Joy ainda agrada e não fica devendo muito para concorrentes com visual mais atual, como Ford Ka S (R$ 46.680) e Hyundai HB20 Sense (R$ 46.490).

O motor é o mesmo 1.0 SPE/4 de 80 cv e 9,8 kgfm quando abastecido a etanol e 78 cv e 9,5 kgfm se movido a gasolina. Esta motorização, aliás, equipa apenas a linha Joy, já que o novo Onix adota um novo 1.0 aspirado de três cilindros.

O câmbio de seis velocidades possui engates suaves e é bem-vindo em um carro que exige constantes reduções de marcha para não perder o embalo em subidas mais íngremes.

Porém, o popular exige um pouco de paciência quando carregado com a lotação máxima. O nível de ruído também poderia ser um pouco melhor.

Divulgação
Divulgação


Apesar do motor veterano, o hatch ainda faz bonito no consumo de combustível: dados do Inmetro indicam 8,7 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada com etanol no tanque, números que sobem para 12,8 km/l e 15,2 km/l se o combustível escolhido for a gasolina.

O Joy está à venda por R$ 48.690 com ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos nas portas dianteiras e travas elétricas de série. A multimídia é vendida à parte. (UOL)
Vitor Matsubara - UOL
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Saiba mais
Fiat convoca recall do Mobi por defeito em luzes de freio
Publieditorial
Saiba qual o momento certo para trocar os pneus
Direção perigosa
Motorista que corre demais ou dirige bêbado pode perder seguro do carro
Olho no futuro
Empresa argentina de carros elétricos inicia operações no Paraná
Continue lendo
Dois em um
Volkswagen Virtus muda de sedã para esportivo com um toque de botão
27/03/2020 11:38
Respiro
Pandemia faz Ford adiar parcelas de financiamento para clientes
27/03/2020 09:54
Tempo indeterminado
Paraná cancela prazo para licenciamento de veículos novos
26/03/2020 09:31
Manutenção
Troca de óleo nas motos: veja erros mais comuns e como evitá-los
26/03/2020 09:06
Versão híbrida
Novo Elantra terá motor elétrico e visual mais esportivo
26/03/2020 08:28
Veja mais e a capa do canal