30/07/21
PUBLICIDADE
Manutenção

Troca de óleo nas motos: veja erros mais comuns e como evitá-los

Quando o assunto é troca de óleo, nem sempre os proprietários de motos seguem as recomendações indicadas pelo fabricante no manual do veículo. Sem informação correta, muitos fazem escolhas equivocadas a respeito do lubrificante, o que acaba prejudicando a vida útil do motor. O papel do óleo lubrificante é manter tudo funcionando corretamente dentro do motor, para evitar o atrito entre as peças e, consequentemente, o desgaste precoce.

Pixabay
Pixabay


A Mobil, uma das principais fabricantes de lubrificantes do mundo, listou os erros mais comuns dos motociclistas na troca de óleo.

Não trocar o óleo ou atrasar a troca

Para economizar, muitos proprietários de motos adiam a troca completa do lubrificante, abastecendo apenas parcialmente com óleo novo. Completar o nível de óleo é válido entre uma troca e outra, mas não substitui a troca, nem serve como medida para adiá-la.

O lubrificante que permanece muito tempo no cárter fica velho e perde a eficiência. Com o uso, sua viscosidade diminui e o produto fica contaminado por combustível e partículas de metal do motor.

Por isso, é muito importante respeitar os intervalos de troca recomendados pelo fabricante da moto, que varia de 4.000 km a 15.000 km. Quando a troca é adiada por muito tempo, acelera o desgaste de todas as peças do motor, além de acelerar a carbonização interna. Isso pode causar a parada do motor.

Medição incorreta do nível de óleo

Entre uma troca e outra, é normal que o motor consuma pequenas quantidades de lubrificante, principalmente aqueles mais antigos e com a vedação deficiente por falta de manutenção. Por isso, é possível completar o óleo com a medição correta.

Porém, como dito anteriormente, essa prática não substitui a troca periódica. A maneira correta de medir o nível de lubrificante do motor é posicionar a moto em piso plano, mantendo-a nivelada. O motor deve estar desligado e frio, assim todo o óleo que circula no motor terá retornado ao cárter, local onde a medição é realizada.

Utilizar óleo lubrificante para carros

Ao utilizar um produto desenvolvido para carros e não para motos, a lubrificação será deficiente. A maioria das motos tem motor, engrenagens de câmbio e embreagem integrados e utilizam o mesmo lubrificante. Isso não ocorre com os carros, que tem reservatórios separados para cada sistema e apresentam necessidades de lubrificação diferentes.

O óleo lubrificante para motos recebe aditivos para oferecer um nível de proteção superior contra desgastes, já que a maioria dos motores de motocicletas atinge rotações mais altas que a dos carros de passeio. Portanto, nunca utilize um lubrificante específico de carro em uma moto.

Escolher faixa de viscosidade diferente da recomendada

É muito importante seguir o manual da motocicleta ao escolher a viscosidade do lubrificante. A viscosidade correta garante que o óleo chegue rapidamente a todas as partes do motor, especialmente as mais sensíveis. Isso reduz a temperatura dos componentes e assegura o funcionamento correto e seguro do equipamento.

Com a evolução da tecnologia dos lubrificantes, surgiram os óleos sintéticos, que duram mais e fazem com que as peças do motor cheguem à temperatura ideal mais rapidamente.

Esquecer de trocar o filtro de óleo

A maioria dos fabricantes de motos recomenda que o filtro de óleo seja trocado a cada duas trocas de lubrificante. É importante realizar a troca do filtro periodicamente, pois a peça acumula resíduos e óleo velho, perdendo sua função de filtragem e acelerando a degradação do óleo novo.

O filtro, geralmente, custa menos que um frasco de óleo lubrificante. Então, para garantir a eficiência e durabilidade do lubrificante novo, vale a pena sempre lembrar-se da troca periódica do filtro de óleo.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
Continue lendo
Utilitário

Entenda porque segunda geração da picape Fiat Strada é líder de vendas no Brasil

27 JUL 2021 às 08h50
E boicota abertura

Toyota decide não circular publicidade sobre Olímpiadas de Tóquio

19 JUL 2021 às 11h10
Upgrade

Renault Captur chega à linha 2022 com motor mais potente, mais equipado e mais caro

12 JUL 2021 às 17h48
Novidades

Jac Motors lançará três automóveis elétricos no Brasil, ainda neste semestre

07 JUL 2021 às 11h20
Novo visual

Chevrolet Onix RS e Fiat Argo HGT se vestem para agradar jovens, mas mantêm mecânica

06 JUL 2021 às 11h10
Brasiiiiiiil!

Aplicativo disponibiliza voz de Gil do Vigor para orientar rotas de trânsito

05 JUL 2021 às 10h47
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados