Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação
Continua depois da publicidade
Ícone do Cinema Marginal

Documentário londrinense sobre Andrea Tonacci é selecionado para o Festival do Rio

Redação Bonde com Agência Estado
02 set 2014 às 21:48
Continua depois da publicidade

Produzido pelas londrinenses Kinopus, Kinoarte e Filmes do Leste, o documentário "Andrea Tonacci", sobre o icônico diretor homônimo, foi selecionado para a mostra Retratos do Festival do Rio. O curta-doc é dirigido pelo cineasta Rodrigo Grota, que também assina roteiro e montagem. Com 25 minutos de duração e finalizado em 2012, o filme conta com o apoio do Canal Brasil, no qual estreou em agosto de 2013.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Cineasta dos mais inventivos de sua geração, o italiano radicado no Brasil Andrea Tonacci é considerado um dos pais do Cinema Marginal, movimento que irrompeu nos anos 1970 e lançou mão de temas polêmicos e alegorias para descrever a difícil situação do País durante a ditadura militar. É de Tonacci o filme mais cultuado do período, "Bang Bang" (1970), cuja narrativa ainda hoje é considerada vanguardista.



O Festival


Ainda faltam três semanas para a gala de abertura do Festival do Rio deste ano, em 24 de setembro, mas já se sabia que o evento vai trazer ao País uma grande retrospectiva do cinema mexicano, incluindo a obra-prima de um autor mítico dos anos 1930, Fernando De Fuentes. Dele, o Festival do Rio vai mostrar Vamonos con Pancho Villa, um épico revolucionário cujo frescor tem conseguido resistir ao tempo. O festival acaba de divulgar outras de suas atrações. Desde que foi criada, a Première Brasil virou a menina dos olhos do festival carioca, atraindo olheiros de todo o mundo que garimpam na Première obras que irão, a seguir, para importantes foros mundiais.


A Première de 2014 vai exibir 69 filmes - 41 longas e 28 curtas -, distribuídos em nove seções. São obras de diretores estreantes e veteranos, com temas que ilustram a diversidade brasileira. Há uma concentração de filmes produzidos no eixo Rio/São Paulo, com alguma Coisa de Pernambuco, de Minas e da Bahia. Duas novas categorias estão sendo agregadas ao troféu Redentor - melhor direção de documentário e prêmio especial do júri na mostra Novos Rumos. O Redentor será outorgado pelo júri oficial e também pelo voto do público no dia 6 de outubro.

Continua depois da publicidade


COMPETIÇÃO DE FICÇÃO - LONGAS


Ausência, de Chico Teixeira, SP
Casa Grande, de Fellipe Barbosa, RJ
Love Film Festival, de Manuela Dias, RJ
O Fim De Uma Era, de Bruno Safadi e Ricardo Pretti, RJ
O Fim e os Meios, de Murilo Salles, RJ
O Outro Lado do Paraíso, de André Ristum, SP
O Último Cine Drive-in, de Iberê Carvalho, DF
Obra, de Gregorio Graziosi, SP
Prometo um dia deixar essa cidade, de Daniel Aragão Brasil, PE
Sangue Azul, de Lírio Ferreira, SP


LONGAS DOCUMENTÁRIOS


À Queima Roupa, de Theresa Jessouroun, RJ
A Vida Privada dos Hipopótamos, de Maíra Bühler e Matias Mariani, SP
Campo de Jogo, de Eryk Rocha, RJ
Esse Viver Ninguém me Tira, de Caco Ciocler, DF
Favela Gay, de Rodrigo Felha, RJ
Meia Hora e As Manchetes Que Viram Manchete, de Angelo Defanti, RJ
My Name is Now, Elza Soares, de Elizabete Martins Campos, MG
O Estopim, de Rodrigo Mac Niven, RJ
Porque Temos Esperança, de Susanna Lira, RJ
Samba & Jazz, de Jefferson Mello, RJ


CURTAS


Cine Paissandu: Histórias de uma Geração, de Christian Jafas, RJ
E o amor foi se tornando cada dia mais distante, de Alexander de Moraes, RJ
Mater Dolorosa, de Tamur Aimara e Daniel Caetano, RJ
Cloro, de Marcelo Grabowsky, RJ
Barqueiro, de José Menezes e Lucas Justiniano, SP
Outono, de Anna Azevedo, RJ
O Clube, de Allan Ribeiro, RJ
Edifício Tatuapé Mahal, de Carolina Markowicz e Fernanda Salloum, SP
Menino da Gamboa, de Pedro Perazzo e Rodrigo Luna, BA
Diário de Novas Lembranças, de João Pedro Oct, SP
Historia Natural, de Julio Cavani, PE
The Yellow Generation, de Daniel Sake, RJ
Kyoto, de Deborah Viegas, SP
Loja de Répteis, de Pedro Severien, PE
Max Uber, de Andre Amparo, MG
Sem Título # 1: Dance of Leitfossil, de Carlos Adriano, SP


NOVOS RUMOS LONGAS


A Revolução do Ano, de Diogo Faggiano, SP
Castanha, de Davi Pretto, RS
Deserto Azul, de Eder Santos, MG
Hamlet, de Cristiano Burlan, SP
Permanência, de Leonardo Lacca, PE
Seewatchlook o que você vê quando olha o que enxerga?, de Michel Melamed, RJ
Tudo vai ficar da cor que você quiser, de Letícia Simões, RJ


CURTAS


A Deusa Branca, de Alfeu França, RJ
Indícios 3 - quanto tempo a gente precisa ficar andando no mesmo lugar para dar um passo, de Dannon Lacerda,
La Llamada, de Gustavo Vinagre, SP
O Bom Comportamento, de Eva Randolph, RJ
O Rei, de Larissa Figueiredo, PR
Tenho um dragão que mora comigo, de Wislan Esmeraldo, CE
Fora de competição


LONGAS DE FICÇÃO


A Luneta Do Tempo , de Alceu Valença, PE
Boa Sorte, de Carolina Jabor, RJ
El Ardor, de Pablo Fendrik, RJ
Infância, de Domingos Oliveira, RJ
Trinta, de Paulo Machline, SP


LONGAS DOCUMENTÁRIOS


Brincante, de Walter Carvalho, SP
Cássia, de Paulo Henrique Fontenelle, RJ


CURTAS FORA DE CONCURSO
Compêndio, de Eugenio Puppo e Ricardo Carioba, SP
Pé sem chão, de Sérgio Ricardo, RJ


MOSTRA RETRATOS LONGAS


O Vento Lá Fora, de Marcio Debellian, RJ
De Gravata e Unha Vermelha, de Miriam Chnaiderman, SP
Guardiões do Samba, de Eric e Marc Belhassen, SP
Ídolo, de Ricardo Calvet, RJ
Para Sempre Teu Caio F., de Cande Salles , RJ


CURTAS

Andrea Tonacci, de Rodrigo Grota, PR
Araca - O Samba em Pessoa, de Aleques Eiterer, RJ
Caetana, de Felipe Nepomuceno, RJ
Nora, de Gabriel Mendes e Fernando Munõz , RJ


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade