Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Consagrado

O Palhaço leva 12 troféus no GP do Cinema Brasileiro

Redação Bonde
16 out 2012 às 08:59
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O longa "O Palhaço", de Selton Mello, foi consagrado na noite desta segunda-feira (15) como o grande campeão da 11ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Das 27 estatuetas Grande Otelo, O Palhaço levou quase a metade, 12, uma a menos das 13 que foi indicado. O filme foi escolhido para representar o Brasil na disputa pela indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2013.

O evento premiou as melhores produções da sétima arte nacional. A cerimônia de premiação aconteceu no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O Palhaço foi o preferido na votação dos membros da Academia Brasileira de Cinema para as categorias de diretor, ator (Selton Mello), ator coadjuvante (Paulo José), roteiro original (Selton Mello e Marcelo Vindicatto), direção de fotografia (Adrian Teijido), direção de arte (Cláudio Amaral Peixoto), montagem de ficção, trilha sonora original, figurino e maquiagem. Venceu também no voto popular, que pôde ser dado pelo público pela internet até o início da premiação.

Leia mais:

Imagem de destaque
Atuou em ...E o Vento Levou"

Objetos pessoais de atriz arrecadam US$ 3 milhões em leilão

Imagem de destaque
Programe-se

Planetário de Londrina exibe sessões neste sábado

Imagem de destaque
Festival de Brasília

Documentário causa polêmica ao filmar tropa de choque

Imagem de destaque
Lei do Audiovisual

Whindersson Nunes fala sobre autorização para captar RS 7,5 milhões


Bruna Surfistinha foi o segundo longa que mereceu destaque, levando três trófeus.

Publicidade


O segundo filme mais indicado com 11 indicações, O Homem do Futuro, de Cláudio Torres, faturou duas – as de melhor efeito visual e melhor som.


"Dirigir é escrever o que sinto e expressar os meus sentimentos mais profundos. Ganhar esse prêmio (de Melhor Diretor) é como se fosse um 'Segue aí, garoto. Vai indo!'", resumiu Selton, após subir e descer várias vezes para receber os prêmios.

Publicidade


Deborah Secco conquistou o prêmio de melhor atriz por sua atuação em Bruna Surfistinha, filme de Marcus Baldini que também deu a Drica Moraes o Troféu Grande Otelo de melhor atriz coadjuvante. Lixo Extraordinário, de João Jardim, Karen Harley e Lucy Walker, foi escolhido pela academia como melhor longa-metragem documentário, categoria em que o público também pôde se manifestar. O preferido pelo voto popular, no entanto, foi Quebrando o Tabu, de Fernando Grostein Andrade. (Com Agências)


Vencedores da 11ª edição do GP do Cinema Brasileiro

Publicidade


Melhor Roteiro Original: MARCELO VINDICATTO e SELTON MELLO por O Palhaço


Melhor Roteiro Adaptado: ANTONIA PELLEGRINO, HOMERO OLIVETTO e JOSÉ CARVALHO por Bruna Surfistinha. Adaptado da obra "O Doce Veneno do Escorpião" de Bruna Surfistinha

Publicidade


Melhor Figurino: KIKA LOPES por O Palhaço


Melhor Maquiagem: MARLENE MOURA e RUBENS LIBÓRIO por O Palhaço

Publicidade


Melhor Direção de Arte: CLAUDIO AMARAL PEIXOTO por O Palhaço


Melhor Trilha Sonora Original: PLÍNIO PROFETA por O Palhaço

Publicidade


Melhor Trilha Sonora: VLADIMIR CARVALHO por Rock Brasília


Melhor Som: JORGE SALDANHA, MIRIAM BIDERMAN, RICARDO REIS e RODRIGO NORONHA por O Homem do Futuro


Melhor Longa-Metragem Estrangeiro: MEIA NOITE EM PARIS (EUA / Espanha) - dirigido por Woody Allen. Distribuição: Paris Filmes


Melhor Curta-Metragem de Ficção: PRA EU DORMIR TRANQUILO dirigido por Juliana Rojas


Melhor Curta-Metragem Documentário: A VERDADEIRA HISTÓRIA DA BAILARINA DE VERMELHO dirigido por Alessandra Colassanti e Samir Abujamra


Melhor Curta-Metragem de Animação: O CÉU NO ANDAR DE BAIXO dirigido por Leonardo Cata Preta


Melhor Fotografia: ADRIAN TEIJIDO, ABC por O Palhaço


Melhor Montagem de Ficcção: MARILIA MORAES e SELTON MELLO por O Palhaço


Melhor Montagem Documentário: PEDRO KOS por Lixo Extraordinário


Melhor Efeito Visual: CLÁUDIO PERALTA por O Homem do Futuro


Melhor Atriz Coadjuvante: DRICA MORAES como Larissa por Bruna Surfistinha


Melhor Ator Coadjuvante: PAULO JOSÉ como Valdemar/Palhaço Puro Sangue por O Palhaço


Voto Popular para Melhor Longa-Metragem Estrangeiro: RIO


Voto Popular Melhor Longa-Metragem Documentário: QUEBRANDO O TABU


Voto Popular Melhor Longa-Metragem de Ficção: O PALHAÇO


Menção honrosa Longa-Metragem de Animação: BRASIL ANIMADO 3D de Mariana Caltabiano


Melhor Longa-Metragem Infantil: UMA PROFESSORA MUITO MALUQUINHA de André Alves Pinto e Cesar Rodrigues. Produção: Diler Trindade por Diler & Associados


Melhor Longa-Metragem Documentário: LIXO EXTRAORDINÁRIO de João Jardim, Karen Harley e Lucy Walker. Produção: Hank Levine por O2 Filmes e Angus Aynsley por Almega Projects


Melhor Ator: SELTON MELLO como Benjamim/Palhaço Pangaré por O Palhaço


Melhor Atriz: DEBORAH SECCO como Bruna Surfistinha por Bruna Surfistinha


Melhor Diretor: SELTON MELLO por O Palhaço


Melhor Longa-Metragem de Ficção: O PALHAÇO de Selton Mello. Produção: Vania Catani por Bananeira Filmes


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade