Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Perdido e sem presente

21 dez 2007 às 11:00
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Neste Natal, o Perdido na Metrópole, como um peixe fora d´água consumista, de certa forma conformado, está careca de saber que não ganhará neca de pitibiriba do Papai Noel, mas...

Como não pode fazer greve de fome e muito menos reclamar com o bispo, pois este também optou por uma...

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Recorre à citação daquele célebre pensador presidencial petista ao passar pela Bolivia... Paciência, paciência, paciência!

Leia mais:

Imagem de destaque

Um imposto a menos

Imagem de destaque

Perdido no mico da Seleção

Imagem de destaque

Perdido na ficção verídica

Imagem de destaque

A semana da múmia


De qualquer forma, não desiste de procurar a sua Bússola do Ouro. Firme nesta busca, o Perdido pretende aproveitar as festas de fim de ano e pegar um cineminha.

Publicidade


Parem o Brasil que eu quero descer!
Dondeuvim? Prondeuvô? Onqueutô?
Pronostamuíno, hein?


Atônito como um desertor cubano, prossigo metendo o bedelho nos sassucedimentos que sassucedem sem cessar...

Publicidade


"Roubar também é cultura"


Com tanta gente roubando "coisas de somenos importância" e glamour, como dinheiro dos cofres públicos, por exemplo, alguém resolveu invadir o MASP e, facim, facim, surrupiar duas obras que, de tão preciosas, nem preço têm.

Publicidade


Foi preciso roubarem um Picasso e um Portinari para que soubéssemos que o Museu de Arte de São Paulo não tem alarme e nem seguro dos quadros.


Os trabalhos foram roubados às vésperas do Natal em uma ação que durou apenas três minutos. Três homens invadiram o local, de cara limpa, arrombaram a porta principal e uma segunda, retirando os quadros de locais separados, distantes.

Publicidade


Ou seja... Sabiam bem o que queriam e onde estava.


Suspeitam de que o roubo das telas foi encomendado por um colecionador...

Publicidade


Sério? Que conclusão inteligente! "Cheguei a pensar que os bandidos pretendiam vendê-los no vão livre do próprio museu ou na praça Benedito Calixto e, quem sabe, comprar umas cem mil toneladas de pedras de crack".


- Vai um Picasso aí, mano? Tenho também um Portinari, e não é pirata, não, é aquele do MASP tá ligado?

Publicidade


Com tanta grana poderiam até comprar a Bolívia.


As imagens das câmeras do museu captaram apenas a invasão, mas não o momento do roubo.


Sabem o porquê de não terem filmado tudo?


As luzes estavam desligadas para economizar energia. Já que o dito cujo relevante espaço cultural, há não muito tempo, enfrentou problemas até para pagar a conta de luz.


Para o governador José Serra, o roubo até parece filme.


Sei!


Que parece, parece, governador. Mas não é ficção, roubaram de verdade. Quer que te belisquemos?


Pelo jeitim. Exatamente como o enredo de um filme, algum milionário doido por arte, em ação também em outros países, deve ter aproveitado a segurança mínima do nosso principal museu para aumentar a sua coleção de "figurinhas à óleo".


O que meus três néscios neurônios não concebem é que os três ousados meliantes tenham saído pela porta da frente do MASP, em plena Avenida Paulista.


Mesmo que lá pelas cinco da matina, este não pode ser considerado um local ermo, né não?


A Lei dos estrangeirismos - Oh my God!


A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou o projeto de lei do deputado Aldo Rebelo que veta estrangeirismos no país.


Oh my God!


O nobre deputado não tinha nada mais importante pra propor, né não?


Segundo o tal do retrógrado e inútil projeto...
Toda palavra ou expressão escrita em língua estrangeira e destinada ao conhecimento público no Brasil deverá vir acompanhada, em letra de igual destaque, do termo ou da expressão correspondente em português.


Na prática, quer dizer o seguinte...
Caso a idéia da vossa comunista excelência vingue, o brasileiro terá de se habituar a ler em uma revista expressões como "fazer as compras de natal no Shopping Center Centro de Compras" ou "ligar o computador para ler os seus e-mails correio eletrônico".


What???


Pois é. Meios de comunicação, mensagens publicitárias e informações comerciais terão de ser adaptados.


Com tantas coisas primordiais para se pensar, vem alguém e, mais uma vez novamente de novo, coloca a ideologia à frente dos interesses reais do país.


Depois dessa, vou tomar um juice suco de maracujá... Antes que eu fique crazy louco.


Aproveito para avisar que sairei de férias (é rapidim, volto em duas semanas) e para desejar aos leitores amigos um feliz Natal. Tenham todos um 2008 wonderfulmente beaultiful, pra lá de very good. Paz e Harmonia, sempre com muita Alegria.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade