Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Gengiva que sangra é gengiva doente!

23 jul 2009 às 23:55
Continua depois da publicidade

Certamente você ficaria preocupado se ao lavar suas mãos elas sangrassem. Suas gengivas não são diferentes. O sangramento que ocorre quando você escova os dentes, utiliza fio dental ou se alimenta, normalmente é causado por uma infecção bacteriana e representa um dos primeiros sintomas da Doença Periodontal. Se suas gengivas apresentarem sangramento, faça uma visita a seu dentista. Você provavelmente precisará de algumas orientações sobre como ser mais efetivo no controle da placa bacteriana de sua boca, ou até mesmo algum outro tipo de tratamento que poderá a vir ser recomendado pelo seu dentista.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

No decorrer de algumas colunas irei enfocar a relação entre a doença periodontal - "doença nas gengivas" - e a relação direta com outros problemas no corpo humano.

Continua depois da publicidade


Hoje tratarei com vocês da relação doença periodontal (gengivas) e doença cardiovascular (coração):


Existem diversas teorias para explicar a correlação entre a doença periodontal e doenças cardiovasculares. Uma teoria é que a bactéria bucal pode afetar o coração quando cai na corrente sangüínea, se ligando a placas de gordura nas artérias coronárias (vasos sangüíneos no coração) e contribuem para formação de um coágulo. A doença na artéria coronária é caracterizada pelo aumento da espessura das paredes das artérias coronárias devido ao acúmulo de gorduras. Coágulos sangüíneos podem obstruir a circulação normal de sangue, restringindo a quantidade de nutrientes e oxigênio necessários para o funcionamento adequado do coração. Isto pode levar a um ataque cardíaco.


Uma outra possibilidade é que a inflamação causada pela doença periodontal aumenta a formação da placa ateromatosa, o que pode contribuir para a obstrução das artérias.

Continua depois da publicidade


Pesquisadores demonstraram que indivíduos com doença periodontal têm quase duas vezes mais chances de sofrer doenças cardíacas do que indivíduos sem doença periodontal.


A doença periodontal também pode exacerbar condições cardíacas pré-existentes. Pacientes com risco para endocardite infecciosa podem necessitar de antibióticos antes de alguns procedimentos dentários. Seu dentista juntamente com seu médico podem avaliar corretamente esta necessidade para você.


As seguintes condições cardíacas exigem o uso de antibióticos para prevenir a Endocardite Infecciosa antes dos procedimentos odontológicos onde há previsão de sangramento:


• Prolapso de vávula mitral com regurgitação;
• Cardiomiopatia hipertrófica;
• Disfunção valvular adquirida;
• Malformações cardíacas congênitas;
• Vávulas cardíacas protéticas;
• Endocardite bacteriana prévia;
• Doença cardiaca cianótica congênita;
• Circulação cárdio-pulmonar cirúrgica.


Para as pessoas que possuem alguma das condições acima descritas, é importante conhecer quais os procedimentos odontológicos onde a medicação antibiótica para endocardite está indicada.


Os procedimentos são:


• Profilaxia ('Limpeza") dos dentes ou implantes;
• Colocação de bandas ortodônticas;
• Extração dentária;
• Procedimentos periodontais;
• Procedimentos cirúrgicos, incluindo instalação e reexposição de implantes dentários.


É bom lembrar que, caso você necessite de cirurgia cardíaca, uma avaliação bucal prévia feita por um profissional diminuirá os riscos de complicações pós-operatórias.


Por isso, lembre-se:


Em situações normais de saúde a melhor forma de manter sua higiene oral é com o uso correto do fio dental e uma adequada escovação.


Consulte seu dentista regularmente, ele saberá lhe orientar na manutenção de sua saúde bucal.


Abraço e até a próxima!


Fonte: www.periodontia.org


Entre em contato: www.viaodonto.com.br


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade