Pesquisar

Canais

Serviços

Jonas Mello Fotografia
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Saiba Mais

Casais dos EUA e Áustria se casam no Santuário e o consolidam como ponto de referência mundial

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
28 dez 2021 às 09:36
Continua depois da publicidade

O casal Heloisa Vespero Perry e Michael Carl Perry mora em Gurnee, Illinois, no interior de Chicago, nos Estados Unidos. Já o casal Edno Ferreira da Costa Junior e Isabele Lopes Santini, desde fevereiro de 2021, reside em Viena, na Áustria. Mas, o que ambos têm em comum? Tanto um quanto outro se casou recentemente no Santuário de Nossa Senhora Aparecida do Norte do Paraná, na Vila Nova em Londrina, consolidando o local como um ponto de referência global, no mesmo ano em que se celebra o Jubileu de Platina (70 anos como paróquia) e o Jubileu de Prata (25 anos como santuário).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

“Minhas avós frequentaram o Santuário há muito tempo e isso tem um significado grande para nossa família e para mim”, conta Heloisa, que é terapeuta comportamental. Ela e o marido, analista de TI, fizeram a preparação para o matrimônio de maneira online, por morarem em outro país e possibilitados pela oferta virtual das paróquias por conta da pandemia. “Nós gostamos dessa realidade globalizada que nos permitiu preparar nosso casamento lá dos EUA. Facilitou nosso processo e permitiu que nos casássemos no Santuário, caso contrário provavelmente não conseguiríamos, já que não passamos períodos muito longos em Londrina devido ao trabalho”, conta.

 

Dos EUA, o casal teve uma grande ajuda do diácono Robert Birck, que os ajudou com todo o processo. O matrimônio foi celebrado recentemente, em dezembro, a alguns dias do Natal. Mas, gratidão mesmo foi poder contrair matrimônio aos pés de Nossa Senhora Aparecida. “Sentimo-nos muito abençoados. É um privilégio casar sob o Manto da Nossa Mãezinha e, com certeza, Ela abençoará ainda mais nossa união”, ressalta Heloisa.

Continua depois da publicidade

 

Remarcações


Mesmo sentimento do casal Edno e Isabele, que, na realidade, teve alguns contratempos durante o percurso até chegar ao altar. “O Santuário sempre foi a nossa primeira escolha para celebramos o casamento. Além de ser lindo, é a casa da Mãe. Contudo, quando marcamos a data do casamento para maio de 2020, não havia disponibilidade no Santuário e tivemos que marcar em outra paróquia em Londrina”, lembra Edno. Entretanto, a pandemia do coronavírus fechou tudo em março daquele ano e todos os eventos tiveram de ser remarcados.

 

Primeiramente, o casamento dele, que trabalha hoje na área de celulose, e dela, que é advogada, foi remarcado para outubro de 2020. Também não deu para ser realizado por conta da pandemia. E aí, quando os dois foram remarcar para setembro de 2021, foi a paróquia que não tinha data. “Mas, lá estava o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, disponível para nossa celebração, que ocorreu em 18 de Setembro de 2021! Temos certeza que foi um toque de Nossa Senhora para amenizar toda angústia que passamos nesse período”, recorda.

 

Quando o casamento ocorreu, os dois já não moravam mais em Londrina. “Todos tivemos que nos adaptar (e ainda estamos) com essa realidade. Essa globalização facilita a comunicação, o acesso à informação e nos possibilita ter essa oportunidade de morar em um lugar do mundo e casar na nossa terra natal, perto de quem amamos”, avalia Edno. E não é qualquer lugar! “A celebração do matrimônio por si só é linda e emocionante. Sob o Manto de Nossa Senhora, em uma época complicada para o mundo, mas, que pudemos celebrar nosso amor junto com todos os que amamos, é especial e forte demais.”

 

Do mundo


O Santuário de Nossa Senhora Aparecida se consolidou, principalmente potencializado pela pandemia do coronavírus, como um local globalizado. De Londrina, já foram realizadas diversas preparações para casais e para o batismo (pais e padrinhos) com participantes do mundo inteiro, desde as mais diversas cidades do Brasil – Cambé, Iibporã, Maringá, Itajaí e Florianópolis (SC), Suzano (SP) e Guaíba (RS) – até os mais diferentes países, como Faro (Portugal) e Dubai (Emirados Árabes Unidos). “Neste Ano Jubilar, mostramos ao mundo que Nossa Senhora Aparecida está de braços abertos para acolher as pessoas, onde quer que elas estejam”, ressalta o padre Rodolfo Trisltz, pároco e reitor do Santuário.

Continue lendo