26/05/20
35º/23ºLONDRINA
|
Vida a dois

O que fazer quando o apetite sexual está em baixa?

Ao sentir a libido em baixa, o primeiro passo é consultar um médico. Alguns alimentos também podem ser ruins e os favoráveis à libido

Sexo é tão importante na vida de uma pessoa que até a Organização Mundial da Saúde coloca-o como um parâmetro para medir a qualidade de vida. A falta dele é um problema não só conjugal, mas também de saúde que precisa ser tratado. Existem algumas atitudes que você pode tomar para definir se o problema é físico ou psicológico, e outras que podem ajudar bastante a aumentar o apetite sexual. Leia a seguir o que você pode fazar:

Ao sentir a libido em baixa, o primeiro passo é consultar um médico. É importante avaliar o que tem provocado a falta de interesse pelo outro. Muitas doenças podem promover este quadro. Diabetes, hipertensão, obesidade, síndromes metabólicas, endometriose e infecções vaginais podem estar interferindo na libido. Descartadas estas possibilidades, pode-se checar se situações de estresse, ansiedade ou nervosismo estão influenciando negativamente para o desempenho sexual.


Nas mulheres, a menopausa pode ser mais uma interferência negativa para a vida sexual. A diminuição do hormônio básico da mulher, o estrogênio, pode acarretar na perda ou redução da libido. Neste casos, uma reposição hormonal pode ser a solução. Outro hormônio só que em excesso pode provocar a queda da libido é o prolactina, que tem a função de estimular a produção de leite.

Alimentação x libido

Comer muitos lanches de fast foods, embutidos ou alimentos com excesso de gordura ou açúcar podem interferir na saúde do corpo. Segundo especialistas, a falta de nutrientes, próprias deste tipo de alimentos, altera a produção de hormônios sexuais.

Alimentação = libido

Assim como têm alimentos negativos ao sexo, existem outros favoráveis. Entre os mais indicados estão as especiarias como açafrão, cravo, noz moscada, pimentas de vários tipos, gengibre, tomilho, ginseng, canela, aipo, mostarda e coentro. Se inseridas no preparo da comida podem fazer milagres. Experimente.

Não é mito. Por conter alta quantidade de vitamina B3, o amendoim ajuda na vasodilatação sanguínea e assim contribue com o despertar para o amor.

Para evitar a Tensão Pré-menstrual (TPM) que provoca a perda do apetite sexual, os especialistas recomendam a ingestão de alimentos com ômega 6, muito encontrado nos óleos vegetais, bem como alimentos ricos em magnésio, como é o caso das verduras.

Os bioflavonóides, encontrados no morango, na cereja, na framboesa e na amora, são excelentes para prevenir uma série de doenças que podem afetar a libido. Eles são poderosos por ter propriedades anti-inflamatória, antialérgicas, antiviral, antitumoral, antioxidante e anti-hemorrágica.

Para finalizar, as duas dicas básicas que intensificam o desejo sexual: atividades físicas regulares e alimentação equilibrada composta de carboidratos (de preferência integrais) proteínas (carnes magras) , frutas, vegetais e legumes.

Pode-se também apelar por satisfazer as fantasias sexuais com o uso de roupas e lingeries diferentes ou usar acessórios específicos que ajudam a esquentar a relação sexual. Nestas horas, a criatividade também faz a diferença.
Redação Bonde
Continue lendo
Participe!
Secretaria da Mulher e Universidade lançam cursos on-line
26/05/2020 11:32
Entenda
Medo da Covid-19 e isolamento social podem estimular comportamento agressivo
26/05/2020 11:18
Aplicativo gratuito
Governo faz parceria com Amazon para Alexa explicar auxílio emergencial e outros serviços
26/05/2020 09:59
Dica de especialista!
Aprenda a cortar cabelos crespos e cacheados na quarentena
26/05/2020 09:45
Venha aprender!
Delineador branco de Lady Gaga em clipe resgata tendência: como fazer igual?
26/05/2020 09:11
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados