05/12/20
PUBLICIDADE
Saiba mais

Calor deixa pele desidratada e causa micoses e queimaduras

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


No último dia 7, o estado de São Paulo registrou a maior temperatura da história. No início outubro, a capital mediu o segundo dia mais quente. Lidar com o calor requer cuidados para a saúde. Este cenário pode favorecer o aparecimento de micoses e queimaduras na pele, por exemplo.


Segundo Paulo Ricardo Criado, coordenador do Departamento de Medicina Interna da Sociedade Brasileira de Dermatologia, há doenças que podem ser causadas ou agravadas neste tempo."O calor excessivo pode provocar intensa transpiração e desidratação", explica o dermatologista.

"A pele desidratada pode ter repercussão sistêmica", complementa Silvana Lessi Coghi, dermatologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

A especialista explica que a perda de líquido pode levar a boca e olho seco e, em casos extremos, também à insolação. Isso ocorre quando há aumento da temperatura corporal e a pessoa pode ter pele quente e seca, além de desenvolver sintomas como dor de cabeça, náusea e até tontura.

Criado ressalta que se expor ao sol de forma intensa pode levar a queimaduras de vários graus e o agravamento de catapora. Coghi diz que em situações de exposição contínua sem uso de protetor solar, a pessoa pode desenvolver câncer de pele no futuro.

Durante o calor, a médica conta que é muito comum ver o aparecimento de brotoejas (miliárias) em crianças. A inflamação acontece quando a glândula que elimina o suor fica bloqueada.

O coordenador da SBI menciona que pessoas que já tenham tendência para urticária, eczema disidrósico ou dermatite atópica podem ter casos desencadeados pelo aumento da transpiração e pelo calor, causando irritação na pele.

Umidade
Os médicos afirmam que a junção entre calor e umidade também favorece o surgimento das micoses, que são infecções causadas por fungos.
Segundo eles, as micoses aparecem principalmente nas virilhas, entre os dedos dos pés e ainda nas dobras do abdômen.

"O fungo é um bolor que gosta do escuro, úmido e quente para se proliferar", explica o coordenador da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Já a dermatologista da rede São Camilo ressalta que a dermatite seborreica, que é uma descamação da pele, também pode aparecer quando há muito suor e abafamento do couro cabeludo, ao utilizar bonés por longos períodos.

Caso sinta algum incômodo na pele ou observe algo diferente do habitual, a pessoa deve consultar o médico para diagnóstico e tratamento adequado.
Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Que confusão!

Após convenção de swing, 41 pessoas contraem Covid-19 nos EUA

04 DEZ 2020 às 16h26
Encontro virtual

Roda de conversa reúne mulheres negras de Londrina e do exterior

04 DEZ 2020 às 16h10
Santo do dia

Conheça Santa Bárbara, a padroeira dos bombeiros e pirotécnicos

04 DEZ 2020 às 15h43
Anote já!

Confira simpatias e rituais para um 2021 cheio de luz

04 DEZ 2020 às 11h27
Evento virtual

Webinário sobre masculinidades tóxicas acontece nesta sexta-feira (4)

04 DEZ 2020 às 09h10
Desde pequenos

Famílias ensinam o valor da solidariedade para as crianças

04 DEZ 2020 às 08h30
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados