Pesquisar

Canais

Serviços

Resultado maior em obesas

Mulheres que fazem abdominoplastia têm uma perda de peso durável, afirma estudo

- Reprodução
Redação Bonde
23 mar 2016 às 12:55
Publicidade
Publicidade

Pacientes submetidas a uma abdominoplastia podem alcançar uma perda de peso significativa e duradoura, especialmente aquelas que estavam acima do peso ou obesas antes da cirurgia, revela um estudo do Plastic and Reconstructive Surgery, o jornal médico oficial da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS). A perda de peso a longo prazo, após a abdominoplastia, pode estar relacionada ao aumento da satisfação depois de comer. Os pesquisadores discutem possíveis "mecanismos neuroendócrinos" que podem promover a perda de peso após a abdominoplastia.

Os autores do estudo avaliaram 20 mulheres que passaram pelo procedimento. A cirurgia é indicada para eliminar o excesso de gordura abdominal e de pele. Nas 20 mulheres participantes do estudo, a quantidade média de tecido abdominal retirado foi aproximadamente de 2,2 quilos.

Publicidade
Publicidade


Um ano depois da cirurgia, 14 delas tinham sofrido uma perda de peso maior do que o peso do tecido retirado. No pré-operatório, as pacientes com um IMC superior ou igual a 24,5 mantiveram a perda de peso ao longo de um ano. Um ano depois elas diminuíram uma média de 4,5% do seu IMC original. O normal situa-se entre 18,5 e 25, o sobrepeso está entre 25 e 30 e a obesidade é aferida a partir de um IMC igual ou superior a 30.


As outras seis mulheres também apresentaram um grau de perda de peso após a abdominoplastia, mas recuperaram depois de um ano. "A perda de peso, a longo prazo, atingiu as mulheres cujo IMC inicial era de 24,5 ou aquelas que apenas atingiam a fronteira do sobrepeso. Das 14 mulheres com perda de peso sustentada, apenas uma tinha um IMC inicial inferior a 24,5", afirma o afirma o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada.

Publicidade
Publicidade


"A perda de peso sustentada também mostrou-se mais provável para as mulheres com uma maior quantidade de tecido abdominal removido por meio da abdominoplastia. Doze das 14 mulheres com perda de peso, a longo prazo, tiveram mais de dois quilos de tecidos ressecados", diz o médico.



Um procedimento cosmético pode ajudar as pacientes a perder peso?

Publicidade


Segundo Penteado, o aumento da saciedade é um importante contribuinte para a perda de peso a longo prazo. "Três quartos das mulheres relataram um aumento da sensação de saciedade, depois de comer ou ao longo do dia, depois de submetidas à abdominoplastia", diz.


Dado que as taxas de obesidade continuam a aumentar, tanto nos Estados Unidos, quanto no Brasil, são necessários novos tratamentos para alcançar e manter uma perda de peso efetiva. "A cirurgia bariátrica e outros procedimentos cirúrgicos estão entre os poucos tratamentos que produzem emagrecimento permanente, mas são geralmente limitados a pacientes com obesidade mórbida (IMC 40 ou maior). Em contraste, a abdominoplastia está disponível para uma ampla gama de pacientes que procura reduzir o peso e melhorar a aparência do abdômen. A redução de peso, a longo prazo, associada à abdominoplastia tem sido pouco investigada e permaneceu controversa durante muito tempo", observa o médico.

Para o profissional, o aumento da saciedade nas pacientes estudadas está relacionada com as mudanças no sistema neuroendócrino. "A remoção das células de gordura do abdômen pode levar a níveis reduzidos dos hormônios que afetam o apetite, que são secretados pelos tecidos gordurosos. No entanto, ainda são necessários mais estudos para confirmar essa hipótese", destaca o cirurgião plástico.


Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade