12/04/21
PUBLICIDADE
Moda assertiva

Use as cores a seu favor: saiba como funciona a análise de coloração pessoal

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Com certeza você já viu em suas redes sociais muitas mulheres aproximando tecidos de cores e estampas diferentes do rosto de suas clientes. Pois é, o nome desse processo é análise de coloração pessoal, que analisa a relação da cor em relação à nossa pele. A partir do diagnóstico da cartela de cores que mais combina com seu tom de pele, você descobre quais maquiagens, roupas e tecidos vão te valorizar.


"O que essas cores que te valorizam vão fazer por você? Vão disfarçar manchas de pele, de acne, olheiras, vão dar uma uniformidade maior para a sua pele”, explica Gabriela Mafra que é designer e consultora de estilo.

Ela também explica que o processo usa as 4 estações, e que dentro de cada uma existe 3 subdivisões, temperatura, intensidade e a profundidade. Formando assim doze cartelas que são: inverno frio, brilhante e escuro, verão frio, suave e claro, primavera clara, quente e brilhante, outono suave, quente e escuro.

"Eu acredito que saber a sua cartela se torna de extrema importância em diversos âmbitos da sua vida. Eu também acredito que ela facilita em muitas escolhas”, aponta a consultora. Segundo ela, a partir desse conhecimento a relação com o consumo muda bastante.

"Você vai realizar uma compra muito mais assertiva e objetiva, então você vai lá com o objetivo certeiro. Você não fica muito perdido e acaba que não gasta o que não deveria gastar”, exemplifica Gabriela. Para ela o mais interessante da análise é o autoconhecimento, pois descobrimos como somos feitos, entendendo melhor quais são nossas principais características.

A doutora em Psicologia pela PUC-SP Denise Hernandes Tinoco, explica que o estudo das cores é antigo, através da Colorimetria podemos, por exemplo, entender a importância de cada uma delas.

"A Colorimetria é um estudo voltado a quantificar a percepção humana das cores e que aponta os melhores tons para detectar a beleza natural das pessoas. Está voltada ao bem estar, a melhorar a autoestima”, esclarece a professora.

Segundo Tinoco, estudos como a psicofísica e o espectro das cores levaram o azul e o verde para os hospitais, pois demonstraram que cores podem proporcionar calma ou excitação. "Veja que temos cores na nossa cultura, associados a luto, como o preto, mas também está associado a roupa de festa. Em outras culturas, o branco é luto. Cores neutras na composição das roupas, combinam com o ambiente de trabalho, mas, podem ser usados acessórios coloridos, como um brinco ou colar”, finaliza.



*Sob supervisão de Fernanda Circhia
Thaynara Junqueira - Estagiária*
Continue lendo
Conscientização

Novos tratamentos de Parkinson podem proporcionar sobrevida de até 20 anos

11 ABR 2021 às 06h00
Saiba como usar

Hit dos anos 1980, ombreiras estão de volta

10 ABR 2021 às 23h00
Cirurgia Plástica

Hábitos de vida e doenças preexistentes podem interferir na cicatrização

10 ABR 2021 às 22h00
Principais tabus

Dependência química: 5 sinais que indicam a necessidade de internação

10 ABR 2021 às 21h00
Depois de prisão

Mrs. Mundo desiste do título após ser detida por arrancar coroa de sucessora

10 ABR 2021 às 16h18
Como navegar com segurança

51% das crianças latino-americanas estão expostas à ataques de cibercriminosos

10 ABR 2021 às 08h00
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados