Pesquisar

Canais

Serviços

Divulgação
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Madeixas perfeitas

Especialista lista as principais dicas para quem pretende fazer mechas

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
22 ago 2019 às 11:36
Continua depois da publicidade

Fazer mechas no cabelo é uma excelente forma de iluminar o rosto e mudar o visual. Mas, muitas mulheres não sabem que o remake no estilo requer mudança de hábitos. Lavar o cabelo todos os dias e deixar a hidratação de lado são coisas que não poderão mais acontecer na vida da mulher que decide ter os cabelos dourados.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Para o hairstylist Bruno Oliver, à frente do Oliver Salon, é importante que a mulher se programe antes de mudar o visual. "Consultar um profissional antes da mudança é algo primordial para mulheres que querem fazer mechas. A avaliação técnica permite que o profissional veja qual estilo de mecha se adequa melhor ao cabelo da cliente, assim como o tom das madeixas", diz Bruno.

Continua depois da publicidade


Outro ponto que precisa ser tratado é a questão do teste de mechas. "Ele é o passo primordial antes da mudança de visual. Ele que vai dizer até que tom o cabelo abre e se as mechas suportam os produtos utilizados. Muitos profissionais se arriscam por aí ao fazerem mechas em suas clientes antes do teste prévio, mas essa postura não é recomendada", explica o hairstylist.


Segundo o profissional, a cliente tem que estar ciente que sua vida nunca mais será a mesma. "O cabelo com mechas gera custos. Hidratações, óleos e cronogramas capilares devem estar dentro da rotina na mulher com cabelos dourados. Não adianta ter o cabelo perfeito por uma semana e não cuidar depois. A manutenção tem que ser constante", alerta o especialista.

Continua depois da publicidade

Evitar a ida frequente para piscinas e mar também é outro ponto para se ter atenção. "O cabelo loiro tende a se desgastar muito se exposto ao sal da água do mar e também se passar muito tempo na água de piscinas, por conta do cloro. A questão não é parar drasticamente com as idas ao mar, mas sim se prevenir com protetores, óleos e visitar seu profissional depois da exposição capilar", conclui Oliver.


Continue lendo