Pesquisar

Canais

Serviços

PEC avança

Aposentadoria compulsória concentra maioria das punições a juízes

- Ekaterina Bolovtsova/Pexels
José Marcos Lopes - Especial para a Folha
14 jun 2022 às 09:39
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

A PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que acaba com a aposentadoria compulsória para juízes envolvidos em irregularidades ou que pratiquem atos incompatíveis com a função avançou na Câmara dos Deputados na semana passada. Por 39 votos favoráveis, dois contrários e uma abstenção, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) aprovou a criação de uma comissão especial para discutir o tema antes da análise pelo plenário. Para entidades que representam os magistrados, a proposta é inconstitucional. 

Continua depois da publicidade


O projeto original foi apresentado pelo ex-deputado Raul Jungmann, em 2007. Em 2012, foi apresentado novamente pelos deputados Rubens Bueno (Cidadania-PR) e Arnaldo Jordy (Cidadania-PA). “Demos o primeiro passo. Com isso nós vamos acabar com aquilo que envergonha a Justiça brasileira, juízes criminosos receberem aposentadoria como prêmio. Ou seja: o crime compensa”, afirmou Rubens Bueno. 


Bueno lembrou que, segundo levantamento do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), das 106 penalidades a juízes aplicadas nos últimos 15 anos, 73 foram de aposentadoria compulsória. 


Leia mais na Folha de Londrina

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade