Pesquisar

Canais

Serviços

- Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cuidados ao cozinhar

Confira os erros mais comuns na cozinha, prejudiciais à saúde

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
27 abr 2022 às 19:48
Continua depois da publicidade

No Brasil, entre 2000 e 2018, foram registrados, oficialmente, 247.570 casos de doenças transmitidas por alimentos (DTA), com 195 mortes, segundo dados do Ministério da Saúde. A principal origem desses casos são as medidas inadequadas na cozinha. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


De acordo com a nutricionista do Mesa Brasil Sesc Goiás, Viviane Gondo, os quatro erros mais comuns que as pessoas praticam no ambiente culinário são: má higienização dos alimentos e utensílios, armazenamento inadequado dos produtos, descongelamento inadequado dos alimentos e lavar as carnes antes do preparo.

Continua depois da publicidade

“Em todos esses casos, podem acontecer as DTAs. Essas doenças são causadas pelos alimentos ou pela água que é contaminada por microrganismos como fungos, bactérias ou vírus. Um exemplo de DTA, é a intoxicação alimentar que pode causar dor de cabeça, dores no corpo, vômito, diarreia e em casos mais graves pode levar até a morte”, explica Viviane Gondo.

Continua depois da publicidade


Má higienização

Segundo a nutricionista, a forma correta de higienizar os hortifrútis é primeiramente lavá-los e, em seguida, colocá-los em uma solução clorada. Para isso, a medida ideal é de 1 litro de água para 1 colher de sopa de água sanitária. Mas atenção ao rótulo, porque a água sanitária precisa ser adequada para essa função. Depois basta deixar os hortifrútis por uns 10 a 15 minutos e lavá-los em água corrente e então eles estão prontos para consumo.


Armazenamento

“Aqui nós vamos explicar como deve ser o armazenamento na geladeira. Nas prateleiras superiores, devemos colocar os alimentos que já estão cozidos, prontos para o consumo, quando sobre o arroz ou uma salada, é nesse lugar que eles devem ficar. Nas prateleiras intermediárias são os alimentos pré-preparados, que foram higienizados, picados e cortados. Já nas prateleiras inferiores vão os hortifrútis que ainda não foram higienizamos”, explica a nutricionista do Mesa Brasil Sesc.


Descongelar

De acordo com a especialista, jamais as pessoas devem retirar a carne do congelador ou do freezer e colocar diretamente sob a pia ou a bancada. “Pois assim ela vai descongelar de forma desigual. E essa temperatura ambiente pode causar proliferação dos microrganismos. A forma correta é pegar essa carne do congelador e colocar em um recipiente com tampa e deixar na geladeira de um dia para o outro”, garante.

A dica dela para facilitar o preparo das refeições é congelar as carnes em porções menores. Uma segunda observação é não descongelar e congelar as carnes novamente, porque assim você pode levar um microrganismo patógeno para o seu congelador/freezer.


Não lavar as carnes

Uma pesquisa da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP (universidade de São Paulo) revelou que 46,3% dos brasileiros têm o hábito de lavar carnes na pia da cozinha. Essa atitude não é recomendada. “Primeiramente a água não tem esse poder de remoção dos microrganismos e em segundo lugar quando a água bate no alimento ela vira um chuveirinho de bactérias que podem ficar na nossa pia e utensílios ao redor”, esclarece Viviane Gondo. A temperatura do cozimento é quem tem essa função de eliminar os possíveis microrganismos presentes.  

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade