21/10/20
PUBLICIDADE
Corpo e mente

Dia do Bailarino: conheça 5 curiosidades sobre o ballet

Caroline Knup/Grupo Folha
Caroline Knup/Grupo Folha


Comemorado anualmente em 1º de setembro, o Dia do Bailarino - ou Dia da Bailarina - homenageia os dançarinos de ballet, estilo de dança que surgiu na Europa no século XV, durante o Renascimento.


O apogeu do ballet ocorreu no século XIX, quando o estilo de dança se popularizou em países como França e Inglaterra. Com o passar dos anos, a dança evoluiu e, atualmente, o ballet assumiu inúmeras variações. Dentre os estilos, os dois principais são: o clássico e o contemporâneo.

Para celebrar esta data, o Portal Bonde separou cinco curiosidades sobre o ballet que você provavelmente não conhece. Confira:

O equilíbrio na ponta dos pés

Muitos se perguntam sobre como bailarinas e bailarinos conseguem equilibrar todo o corpo na ponta dos pés. A resposta, contudo, está nas sapatilhas, que têm a ponta feita de gesso e, por esse motivo, é dura. No início da história do ballet, as pontas dos calçados eram feitas de ferro.

Mesmo que o segredo esteja nas sapatilhas, a tarefa é extremamente difícil: os bailarinos conseguem se equilibrar na ponta dos pés após muitos exercícios de força e flexibilidade.

O estudo do ballet

Com a expansão do estilo de dança pelo mundo, o ballet possui, atualmente, cinco métodos de estudo: Checchetti, da Itália; Francês, da França; Royal, do Reino Unido; Vaganova, da Rússia e Cubano. As diferentes nomenclaturas designam estilos diferentes e, portanto, uma variação de posturas e posições.

Os benefícios físicos e mentais da prática

O ballet, como outros estilos de dança, traz benefícios físicos e mentais para os praticantes. Além de incentivar a postura e aumentar a flexibilidade, a prática auxilia no tratamento de desvios posturais, como lordose e escoliose, e de problemas nos joelhos e nos pés.

Quanto à saúde mental e emocional, o ballet traz autoestima e autocuidado aos dançarinos, bem como concentração e conhecimento sobre o próprio corpo.

Teatro Bolshoi

Ao falar em ballet clássico, muitos pensam no Teatro Bolshoi, na Rússia. De fato, a companhia, que foi criada em 1776 é referência no tema e, devido à importância que assume, foi considerada patrimônio cultural da humanidade pela ONU (Organização das Nações Unidas) e pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O Teatro Bolshoi possui apenas uma filial em todo o mundo, que está localizada na cidade de Joinville, em Santa Catarina, no Brasil.

Princípios básicos

A prática do ballet envolve técnica e muito esforço e dedicação. Para conseguir realizar posturas e passos apurados e complexos, os bailarinos devem levar em conta os princípios básicos do estilo. Dentre eles, estão: a postura ereta, a leveza, a elegância, a disciplina e a verticalidade corporal.

*Sob supervisão de Fernanda Circhia.
Caroline Knup - Estagiária*
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Aprenda!

Conheça cinco chás para combater a ansiedade

21 OUT 2020 às 09h55
Confira!

Conheça todos os detalhes sobre o signo de Escorpião

20 OUT 2020 às 11h36
Saiba mais

Calor deixa pele desidratada e causa micoses e queimaduras

20 OUT 2020 às 10h10
Aprenda!

Confira três receitas caseiras que ajudam a limpar e hidratar a pele

20 OUT 2020 às 09h45
Confira!

Roupa de pixels? Look do dia virtual é a moda do momento

20 OUT 2020 às 08h39
Saúde mental

Aumento de casos de estresse entre crianças preocupa especialistas

19 OUT 2020 às 16h16
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados