Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Que tal estudar fora?

Dia do Turismo: confira dicas para fazer um intercâmbio educacional

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
06 mai 2022 às 18:30
Continua depois da publicidade

A vida universitária é uma fase única na nossa vida. É quando nos tornamos mais conscientes do que queremos para nossas carreiras, desenvolvemos habilidades que nem seriamos capazes de desenvolver um dia, conhecemos novas pessoas e nós abrimos para novas possibilidades. Dentre elas, fazer um intercâmbio para uma universidade nos Estados Unidos é a que mais vem atraindo os universitários!

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE
Continua depois da publicidade

“E não estamos falando apenas de estudantes que acabaram de sair do Ensino Médio, viu?! Seja qual for a sua idade, cursar uma parte do seu curso ou ele todo lá na terra do Tio Sam é uma super oportunidade!”, comenta a especialista em intercâmbio e CEO da Eagle, Arleth Bandera.

Para isso, é preciso entender que estamos falando de uma viagem internacional. Portanto, é importante ter algumas coisas em mente. Abaixo, a especialista traz tópicos interessantes. Confira!

Continua depois da publicidade


1. Por quanto tempo?

“Você já morou fora? Ou já fez alguma viagem mais longa? Quando falamos sobre fazer um intercâmbio para uma universidade nos Estados Unidos, você precisa ter em mente por quanto tempo está disposto a ficar por lá. Para algumas pessoas, 5 ou 6 semanas já são suficientes. Para outras, a contagem pode ser em anos. Existem opções de cursos para todos os gostos. Então, analise o seu perfil e as suas vontades. Ninguém pode escolher por você”, comenta Arleth Bandera.


2. Para qual lugar?

“E aí? Vai para onde? Não estamos falando do programa do Multishow, mas já anota essa dica, porque ele é ótimo! Os Estados Unidos são o lar de universidades que estão entre as mais reconhecidas mundialmente. Mas, muito mais que isso, elas serão o seu lar por esse período. Então, leve em consideração as suas preferências sobre o clima, sobre o tamanho da cidade, as opções de lazer e tudo mais que vai te acompanhar por esse tempo vivendo fora do Brasil, além da universidade”, explica a especialista.


3. Qual o seu objetivo principal?

“Você pode escolher uma universidade que faça parte da Ivy League; você pode optar por faculdades que são renomadas também no mundo dos esportes; ou por um curso técnico, algo relacionado à sua área profissional, se já for seu caso; um MBA; uma pós-graduação... Enfim, as opções para realizar um intercâmbio em uma universidade nos Estados Unidos são muitas! Trace seus objetivos, anote todos eles em um papel ou em uma planilha e identifique o principal. Isso vai ajudar a traçar a direção. ”, comenta a CEO.


4. Qual o investimento financeiro?

“Se você já pensou de verdade sobre os três itens anteriores, saiba que seu objetivo está cada vez mais perto. Mas, é claro que saber quanto custa um intercâmbio para os EUA também precisa estar nessa lista. Esse item vai te ajudar, inclusive, a ter uma visão melhor sobre os três primeiros. Faça pesquisas sobre o custo de vida nos lugares escolhidos, os valores das mensalidades dos cursos e multiplique pelo tempo que você quer passar por lá. Assim, você consegue ter uma ideia geral sobre o investimento, elencar as suas prioridades e até fazer algumas concessões se for preciso”, conclui Arleth Bandera.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade