26/02/21
PUBLICIDADE
Boa notícia!

Paranaenses comemoram chegada da vacina contra o coronavírus

AEN-PR
AEN-PR


Os olhos da assistente social Cândida Siqueira, 59 anos, brilham quando ela ouve a palavra vacinação. Funcionária da secretaria da Saúde de Cascavel, na Região Oeste, ela atende todos os requisitos para receber a primeira dose do imunizante contra a Covid-19 ainda nesta semana. Munida de máscara, muito álcool gel, luvas e outros apetrechos, não foi infectada, uma vitória que não acompanhou outros profissionais do posto onde trabalha.


Cândida é uma das profssionais de saúde da linha de frente, que começarão a ser vacinados nos municípios da 10ª Regional de Saúde, que recebeu 8.240 doses da CoronaVac. Um ato simbólico às 11 horas desta quarta-feira (20) está marcado para acontecer no Centro de Convenções de Cascavel, com a imunizações de quatro profissionais que têm trabalhado no combate à Covid-19, e que vai abrir a campanha de vacinação na cidade.

"Vivo uma expectativa muito grande. Feliz que enfim a vacina chegou. Nesses dias Tinha, tive de me dividir entre os pacientes e a minha família. Conviver com os perigos de levar a doença para casa por ser da linha de frente. Mexeu muito com o psicológico de todos. Agora é só contagem regressiva e que todos possam ser vacinados logo", diz Cândida.

A expectativa é compartilhada pelo Paraná por inteiro. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) concluiu nesta terça-feira, 24 horas depois de o primeiro lote de vacinas chegar em Curitiba, a distribuição nas 22 Regionais do Estado.

"Tem que chegar logo a minha vez, o sufoco é muito grande. Um monte de coisa que a gente fazia não pode fazer mais. É do trabalho para a casa e de casa para o trabalho. E só”, conta o coletor de resíduos Adão de Almeida, 57 anos, que passa o dia cuidando para que a Avenida Brasil, a principal de Cascavel, fique sempre limpa.

Já para a aposentada Lourdes Bandoch de Oliveira, 60 anos, de Assis Chateaubriand, a vacina significa uma alforria. Poderá se dedicar sem culpa e preocupações ao "esporte" que mais gosta: viajar. "Ficar livre para curtir a vida e viajar tranquilo”, afirma.

AGILIDADE – O processo de imunização na Região Oeste do grupo prioritário será intensificado nesta quarta-feira (20). A intenção é que boa parte dos municípios concluam em até dois dias a aplicação da primeira dose.

Nesta fase, a região recebeu 18.760 doses, divididas entre as regionais de Cascavel, Toledo e Foz do Iguaçu. Considerando a taxa de descarte da Coronavac, estimada em 5%, 17.893 moradores do Oeste do Paraná receberão a imunização.

Considerando as duas ações de vacinação necessárias por pessoa, outro lote com a mesma quantidade chegará à região em até 15 dias para reforçar a dose. "Estou aguardando ansiosa e muito animada que a vacina chegou", diz a engenheira agrônoma Milena Alves Bandoch, 37 anos, também de Assis Chateaubriand.

PELO PARANÁ – O Estado recebeu do Ministério da Saúde na segunda-feira (18) 265.600 doses nesta primeira etapa. Dessas, 22.720 reservadas para a população indígena e 242.880 para profissionais de saúde que atuam diretamente na pandemia, idosos que vivem em asilos e seus cuidadores e pessoas com deficiência severa.

Elas foram divididas em dois lotes de 132.540: um encaminhado a todas as 22 Regionais de Saúde do Estado nesta terça-feira e outro apenas após três semanas – intervalo de aplicação entre as doses respeitando o que pede a bula do medicamento. O armazenamento está sendo feito no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, que conta com ampla estrutura de freezers e câmaras frias para garantir a qualidade do imunizante.

PLANO – Segundo o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, que segue a mesma linha do Plano Nacional de imunização (PNI) do Ministério da Saúde, a primeira etapa da vacinação é composta por profissionais que aplicarão as vacinas, pessoas com mais de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os profissionais que atuam nos locais, população indígena e todos os trabalhadores que atuam em unidades de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Na sequência o Estado planeja vacinar pessoas com 80 anos ou acima desta idade, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente até aqueles que tem idade variando entre 60 e 64 anos.

LOTES – Com a quantidade de doses disponibilizadas até o momento e as que chegarão nos próximos meses, seguindo a ordenação por grupos prioritários, a previsão é vacinar o total de 4.019.115 pessoas até maio de 2021. A vacinação ocorrerá de acordo com o recebimento dos imunizantes, de forma gradual e escalonada durante todo o ano. A intenção é vacinar todos os paranaenses acima de 18 anos ainda em 2021.
AEN-PR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
'Seguro da fertilidade'

Tire suas dúvidas sobre o processo de congelamento de óvulos que Gabriela Pugliesi se submeteu

25 FEV 2021 às 19h15
Sonhos

O que significa sonhar com discussão?

25 FEV 2021 às 17h15
Moda crescente

Bandana vira acessório indispensável do BBB e causa revolta nas redes sociais

25 FEV 2021 às 14h58
Novamente

MP cobra higienização e medidas contra aglomeração nos ônibus de Londrina

25 FEV 2021 às 11h57
Entenda

Legislação brasileira não prevê toque de restrição, afirma jurista

25 FEV 2021 às 09h24
Entenda

TikTok derrubou 7,5 milhões de vídeos no Brasil no segundo semestre

25 FEV 2021 às 09h04
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados