Pesquisar

Canais

Serviços

- Freepik
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Produtos ideais

Pele seca no frio: trocas inteligentes para o nécessaire de inverno

Folhapress
05 jul 2021 às 15:28
Continua depois da publicidade

Os dias ficam mais frios, os banhos, mais quentes, e a pele, mais seca e sensível. A mudança de estação pede substituições inteligentes. "Para começar, costumo indicar produtos que proporcionem uma limpeza mais leve e reforcem a hidratação", fala a dermatologista Thais Pepe, de São Paulo.

Continua depois da publicidade


Suavidade é realmente o mantra da pele saudável na temporada de temperaturas mais baixas. Assim, nem rosto nem corpo ficam "repuxando" - sinal evidente de que a barreira cutânea foi agredida.

Continua depois da publicidade


"Também vale experimentar sabonetes com tecnologia syndet, que fazem uma limpeza suave sem remover umectação natural em excesso", indica a dermatologista Cláudia Merlo, de São Paulo.


É comum também que algumas adaptações sejam necessárias, ainda que momentâneas. "No geral, texturas como gel e sérum são substituídas por algo mais emoliente. Também é aconselhável buscar por tônicos mais leves, não tão adstringentes", fala Cláudia. Sugerimos algumas a seguir:

Continua depois da publicidade


Sai o batom opaco, entram os cremosos As baixas temperaturas e o ar seco podem contribuir para o ressecamento e descamação dos lábios.


"Saem os batons secos, matte e até o gloss, que ressecam ainda mais a pele e entram batons cremosos e hidratantes labiais, com ingredientes emolientes - óleo de coco, jojoba, macadâmia, girassol e manteiga de karitê são boas opções. Além disso, priorize os que apresentam a textura de cera, porque são capazes de criar um filme protetor, evitando a perda de água", indica Cláudia.


Outra boa variação é trocar o bálsamo labial usado antes de dormir por uma máscara hidratante para a região.


Sai o sérum antioxidante noturno, entram os ácidos renovadores O inverno é o melhor momento do ano para tratar manchinhas. A menor incidência de raios solares favorece e reduz as possibilidades de efeitos colaterais dos produtos renovadores e despigmentantes. "Aposte em produtos com ácido glicólico e retinol, que são eficientes no tratamento e evitam o surgimento de novas marcas", diz Cláudia.


O uso deve ser acompanhado por um médico dermatologista, já que a aplicação excessiva pode gerar resultados desagradáveis, como vermelhidão e hipersensibilidade.


Saem as loções corporais, entram os cremes e manteigas A hidratação da pele do corpo também deve ser turbinada. "Escolha cremes corporais mais espessos e umectantes", alerta Ana Cecilia Corcini, médica especializada em estética, do Rio de Janeiro. Registre os ativos ideais: ceramidas e ureia, que ajudam a garantir uma barreira de proteção íntegra, o que previne alergias, irritações e aspereza. Outros ingredientes interessantes são ácido hialurônico, retinol, vitamina C e rosa mosqueta.


"O inverno pede produtos mais oclusivos, emolientes e com capacidade de reter água na pele. Sendo assim, para esse momento os cremes ou texturas mais concentradas são a melhor opção", fala Cláudia. Finalizar com uma camada de óleo também vai bem.


Valem o ano todo


O creme para olhos "O ar frio danifica a barreira protetora da pele e faz com que ocorra a perda de umidade pela pele dessa região, que já é bem mais delicada, fina e sensível, levando à formação de linhas finas. Por isso, o uso de creme específico é essencial", afirma Cláudia.


Os antioxidantes O uso tópico torna a pele mais brilhante pela ação dessas substâncias contra radicais livres. "O resveratrol auxilia na redução de linhas de expressão e flacidez, Outra opção é vitamina C, que estimula o colágeno, deixa a pele mais firme e viçosa", conta Cláudia.

O filtro solar Sim, seja verão, seja inverno, filtro solar tem lugar cativo. Rosto, mãos, braços e colo devem receber uma camada generosa todos os dias. "Indico o FPS acima de 30, mesmo para uso diário", finaliza Cláudia.


Continue lendo