Pesquisar

Canais

Serviços

- Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cuidados

Pós-pandemia: retomada do uso do salto alto pode ocasionar problemas nos pés

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
13 abr 2022 às 09:20
Continua depois da publicidade

Quando a pandemia da Covid-19 se instalou, muitos hábitos mudaram. O isolamento social nos fez ficar mais em casa, aderir aos estudos à distância, ao home office e, com isso, as mulheres, por exemplo, abandonaram o uso frequente do salto alto. Agora, com a retomada gradual das atividades, o calçado volta a fazer parte da composição do visual, porém, o uso prolongado pode ocasionar problemas nos pés.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Continua depois da publicidade

“Esse tipo de sapato altera a maneira da pessoa andar e altera a distribuição de carga do corpo, o que pode levar ao desenvolvimento de calosidades plantares e da metatarsalgia, dor que acomete a região abaixo dos dedos, além de estar associado ao aparecimento do joanete”, fala o presidente da ABTPé (Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé), Luiz Carlos Ribeiro Lara.

O joanete, por exemplo, que se trata de saliência óssea que pode causar dor para caminhar e/ou ao utilizar calçados fechados, atinge 30% da população, sendo 10 vezes mais comum em mulheres - média de nove casos entre o público feminino para cada homem. “Ao colocar uma carga muito pesada na frente dos pés, as articulações começam a ser esmagadas e afastadas. Em função disso, os dedos apertados começam a desviar para fora, formando o joanete e, quanto mais estreito for o salto na parte da frente, pior para formar o joanete”, completa.

Continua depois da publicidade

Esses calçados proporcionam alterações biomecânicas significativas. Com saltos a partir de 4 centímetros, a região anterior do pé sofre com pressões acima de 50%. “Conforme a altura do salto aumenta, todo peso do corpo se concentra apenas nos metatarsos, chegando a uma pressão de 100%”, salienta.

Para as mulheres que não abrem mão de usar salto frequentemente, o especialista lembra que não existe um sapato nesse formato que seja totalmente confortável. Por esse motivo, a recomendação é alternar o tamanho e formato do salto, ou usar sapatos plataforma, sempre que possível, uma vez que o peso do corpo é melhor distribuído nesse modelo. “Saltos com menos de 3 centímetros são os mais recomendados para o dia a dia. Acima disso, qualquer sapato já é considerado prejudicial”, conclui.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade