24/11/20
PUBLICIDADE
Autocontrole

Sua cabeça não te deixa dormir? Saiba como domar a mente agitada e ansiosa

Ir à academia para treinar o corpo, eliminar peso, ganhar massa muscular e recuperar a resistência é possível, certo? E o mesmo acontece com a mente: ela também pode ser treinada para ter mais autocontrole, livrando-se de pensamentos agitados e ansiosos. Mas afinal como domar o cérebro? Muitas vezes, ele parece ter vontade própria: a gente tenta se desligar de um problema ou quer diminuir o ritmo dos pensamentos para conseguir pegar no sono, mas não consegue ter esse controle e acaba ficando refém das emoções.

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


"Como em qualquer exercício, exige empenho, dedicação e desejo de mudar", avalia Fabíola Furlan, psicóloga da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo. Segundo a especialista, disciplina, autoconfiança e controle das emoções ajudam a dominar os pensamentos, e ao conseguir isso é mais fácil evitar o disparo do gatilho de ansiedade.

Estratégias para melhorar a saúde mental Foco, planejamento de tempo e equilíbrio entre lar, trabalho e lazer são algumas das estratégias essenciais para manter a mente sob controle. "Fazer uma coisa de cada vez, não aceitar tarefas a mais e ter uma parada diária para o relaxamento ajudam muito a manter o cérebro mais saudável, evitando picos de ansiedade", confirma Mariângela Savoia, psicóloga clínica do Programa Ansiedade do IPq (Instituto de Psiquiatria) do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Universidade de São Paulo).

Na prática, é importante não atropelar as coisas, realizando cada atividade com dedicação, pois não adianta querer abraçar o mundo e não dar conta. Isso só traz culpa, frustração e crises de ansiedade. Saber dizer não é outra dica importante para não ficar sobrecarregado, ou seja, assumir responsabilidades possíveis e dar conta de cada uma delas com mais assertividade, planejando o tempo para a realização e finalização.

Vivemos numa correria e, em geral, dedicamos mais tempo ao trabalho. Por isso, é fundamental dosar e não deixar o lazer apenas para os finais de semana. "É saudável ter um pequeno break durante o dia: um café com um amigo, o vídeo à noite antes de dormir, uma leitura e até a novela, mas algo que dê a sensação de prazer", diz Savoia.

Os elementos essenciais Tais estratégias tendem a elevar a autoconfiança, o gerenciamento do estresse e das emoções ajudando a domar os pensamentos e facilitando o alcance dos objetivos. "A mente é complexa, mas o autoconhecimento leva a autoconfiança que leva a melhores escolhas. E ao se conhecer e se perceber fica mais fácil diminuir o impacto que o estresse causa em nossas vidas", explica Furlan.

É um processo lógico, mas que para ser obtido exige um exercício contínuo. E o autoconhecimento ajuda muito a atingir esse estágio. Pois, quando bem conduzido, proporciona autoconfiança permitindo que o indivíduo possa ter um crivo do que pode ou não fazer para entender e reconhecer suas emoções, conseguindo controla-las. "Não há problema em sentir emoções, mas é importante saber identificar o que causa aquele desconforto e como modificar isso", completa Savoia.

E isso ajuda diretamente no gerenciamento do estresse, pois decisões bem temperadas diminuem qualquer sensação ruim. Todo esse gerenciamento proporciona pensamentos melhores, pois à medida que se reconhece que caminho está seguindo ou qual emoção está dominando automaticamente diminui a ansiedade. "Identificar e separar tudo isso é primordial para viver melhor", diz Furlan.

Saúde mental e física em sintonia A saúde do corpo reflete na saúde mental e a forma como pensamos pode refletir no corpo, por isso ambos devem ser bem cuidados. E algumas ações simples são imprescindíveis para esse bom controle. As especialistas listam algumas práticas fundamentais, confira:

• Alimentação saudável;

• Boa qualidade de sono;

• Atividade física;

• Adotar um hobby satisfatório para a psico higiene mental;

• Ter metas possíveis com prazos plausíveis;

• Reconhecer crenças limitantes para conseguir modifica-las, pois muitas vezes elas atuam como um sabotador interno;

• Fazer uma difusão do pensamento com a realidade;

• Saber diferenciar possibilidade e probabilidade para não sofrer por coisas que podem acontecer, mas que têm pouca chance de se concretizarem;

• Apostar em técnicas de relaxamento como respiração e meditação.

Com esse conjunto de ações e hábitos saudáveis fica mais fácil domar a mente, afastando pensamentos ansiosos e que, muitas vezes, só atrapalham as nossas conquistas. "Conhecer e ter controle da mente é imprescindível para que a gente viva bem", finaliza Furlan.
Simone Cunha - UOL/Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Cuidados com o corpo

Veja os tratamentos estéticos que devem ou não ser evitados no verão

24 NOV 2020 às 16h13
Desigualdade racial

Condições sociais agravam saúde da mulher negra no Brasil

24 NOV 2020 às 09h09
Pega essa dica!

Aprenda a fazer um rabo de cavalo duplo: simples, versátil e lindo

24 NOV 2020 às 08h15
Com dor de cabeça?

Enxaqueca afeta qualidade de vida e exige acompanhamento

23 NOV 2020 às 16h12
Pandemia

Testes de vacinas contra Covid-19 têm que ter diversidade étnico-racial para representar mundo real

23 NOV 2020 às 10h40
Pesquisa

Apoio de amigos e do estado ajuda mulher a enfrentar violência em casa

23 NOV 2020 às 10h00
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados