11/07/20
24º/LONDRINA
PUBLICIDADE
Suplementação

Uso abusivo de vitaminas pode levar a problemas de saúde

A expressão "quanto mais, melhor" não funciona quando o assunto é vitamina. Esse nutriente não pode faltar e nem sobrar no organismo. É necessário ter uma quantidade correta.

Neste sentido, exagerar na ingestão de suplementos vitamínicos durante a pandemia da Covid-19 não vai gerar "mais saúde". Eles podem causar prejuízos se ingeridos inadequadamente.


Sergio Maeda, presidente da SBEM-SP (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo), explica que a maioria das pessoas não precisa de suplementos por já conseguirem parte das vitaminas em uma alimentação balanceada.

"É preciso garantir que o paciente não tenha deficiência da vitamina. Mas ingerir em excesso não vai melhorar a imunidade do indivíduo", diz Maeda.

Um estudo encomendado pelos conselhos de Farmácia e realizado pela consultoria IQVIA mostrou que a procura por colecalciferol (a vitamina D) aumentou 48,22% no primeiro quadrimestre de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado. Já o ácido ascórbico (vitamina C) aumentou 152,73%, segundo o mesmo levantamento. Os dados levam em conta a procura por todo o país.

Segundo Maeda, pessoas com restrições alimentares, com algum quadro de desnutrição e problemas de absorção de nutrientes devem consultar um médico para saber se precisam repor alguma vitamina, além da dose adequada.

Marise Lazaretti Castro, endocrinologista e professora adjunta na Unifesp (Universidade Federal de SP), explica que, para quem precisa, ingerir suplementos não faz mal desde que seja na dose correta. "Na internet há recomendações de doses perigosas que podem levar a intoxicação", diz.

Isolamento influencia na vitamina D

Os endocrinologistas explicam que, diferente dos outros grupos, a vitamina D é obtida principalmente pela exposição solar.

Os médicos alertam que, diante do isolamento social e do inverno (época em que os raios solares são menos intensos no decorrer do dia), a chance das pessoas terem deficiência deste nutriente é grande.

Assim, caso as pessoas não possam expor braços e pernas ao sol por 10 minutos ao menos três vezes na semana, os suplementos podem ser eficazes para normalizar a quantidade de vitamina no corpo.

Os médicos alertam que o exagero pode levar a formação de pedras nos rins, perda da função renal e, no caso dos idosos, quadros de confusão mental.
Larissa Teixeira - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Aprenda!
Quer alisar o cabelo em casa? Especialista dá dicas para escova perfeita
Juventude
Confira como evitar e suavizar linhas de expressão
Veja!
Casais revelam truques para manter relação saudável na quarentena
Continue lendo
Emagrecimento
Confira 4 hábitos que auxiliam na melhora do rendimento físico
10 JUL 2020 às 11h29
Emoções
Saiba como controlar a ansiedade no trabalho
10 JUL 2020 às 10h47
Tchau, toxinas!
Comendo muito na quarentena? Veja como a dieta detox pode ajudar!
10 JUL 2020 às 09h49
Auxílio emergencial
Caixa explica problemas no aplicativo Caixa Tem
10 JUL 2020 às 08h44
Pré, durante e pós
Vai fazer depilação a laser? Saiba quais são os cuidados essenciais
09 JUL 2020 às 11h37
Distanciamento
Má qualidade do sono afeta imunidade: veja como resolver
09 JUL 2020 às 10h38
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados