Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Substituição do Bolsa Família

Veja como saber se receberá o Auxílio Brasil

Flavia Kurotori - Folhapress
16 nov 2021 às 10:14
Continua depois da publicidade

O governo federal ainda não divulgou um canal oficial para consultar quem vai receber o Auxílio Brasil. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Entretanto, quem está cadastrado no Bolsa Família pode confirmar se vai ter direito ao novo benefício por meio dos canais de atendimento da Caixa Econômica Federal, que é o banco responsável pelo pagamento.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


A consulta pode ser feita pelo aplicativo Caixa Tem, nos terminais de autoatendimento, nas lotéricas, nas agências e em correspondentes Caixa Aqui. As famílias também podem verificar a situação pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone 111.


Para verificar se vai receber e qual será o valor, o beneficiário deve ter em mãos o número do CPF ou do NIS (Número de Identificação Social). No caso do Caixa Tem, se a pessoa já tem cadastro, basta acessar o aplicativo com o número do CPF e senha. Caso contrário, é necessário se cadastrar.


O Auxílio Brasil, programa que vai substituir o Bolsa Família, começa a ser pago na quarta-feira (17). Portanto, a expectativa é que o governo federal libere a consulta, por meio do antigo aplicativo do Bolsa Família ou pelo telefone 121, do Ministério da Cidadania, ao programa nesta semana.

Continua depois da publicidade


Segundo a Caixa, um aplicativo próprio do novo benefício também deve começar a funcionar nos próximos dias. O cidadão precisa ficar atento e aguardar a divulgação oficial, uma vez que as lojas do Android e do iOS estão com aplicativos chamados 'Auxílio Brasil', mas que não são oficiais.


Novas inclusões


As famílias que atendem aos requisitos para receber o Auxílio Brasil devem estar cadastradas no CadÚnico para tentar receber a grana. A partir disso, o Ministério da Cidadania vai selecionar novos beneficiários para o programa mensalmente.


Se o cidadão atende aos requisitos, deve manter os dados do CadÚnico atualizados para poder receber as parcelas. Da mesma maneira, a pasta avalia todos os meses quais beneficiários deixaram de atender os critérios e não vão mais ter direito ao pagamento.


Apesar de ser pré-requisito para o novo programa social, a inscrição no CadÚnico não representa garantia de que vai receber o benefício, indica apenas que a família está incluída em uma lista de espera. Após o fim do auxílio emergencial neste mês, pelo menos 22 milhões de pessoas estão sem benefício algum.


O que se sabe até agora


O novo auxílio prevê o pagamento de seis benefícios. Além da renda básica (de R$ 65 ou R$ 130 por pessoa, dependendo da composição familiar), é possível que cada família receba benefícios complementares, que variam entre R$ 100 e R$ 200.


Quem já recebe o Bolsa Família está incluído automaticamente no Auxílio Brasil e começa a receber na quarta, seguindo o mesmo calendário do programa antigo. Isso significa que primeiro recebem os beneficiários com NIS final 1, na quinta-feira (18), recebem aqueles com NIS final 2, e assim 

sucessivamente.


Ainda que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) tenha prometido um benefício de pelo menos R$ 400, segundo o Ministério da Cidadania, o valor médio passará para R$ 217,18 no Auxílio Brasil. No Bolsa Família, esse valor era de R$ 184,30, ou seja, reajuste médio de 17%.


Veja se vai receber o Auxílio Brasil


Quem está cadastrado no Bolsa Família pode confirmar se vai ter direito ao Auxílio Brasil por meio dos canais de atendimento da Caixa Econômica Federal


O pagamento do novo benefício começa na quarta-feira (17) para quem recebe o Bolsa Família e tem NIS (Número de Identificação Social) final 1


Como consultar


A consulta pode ser feita pelo aplicativo Caixa Tem, nos terminais de autoatendimento, nas lotéricas, nas agências, em correspondentes Caixa Aqui e pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone 111


Para verificar a situação, é preciso ter em mãos o número do CPF ou do NIS. No caso do atendimento presencial, é necessário apresentar documento de identificação


Veja o passo a passo


Pelo aplicativo Caixa Tem:


Acesse o aplicativo com o número do CPF e senha


Na tela inicial, selecione a opção 'Bolsa Família'


O atendimento automático vai localizar o benefício por meio do CPF ou NIS informados no cadastro



Pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone 111:


Escolha a opção 1 para o Auxílio Brasil


Será preciso informar um número de CPF ou o NIS; escolha a opção 1 para digitar o CPF ou a opção 2 para o NIS


A gravação irá dizer se o cidadão vai receber o benefício ou não

Continue lendo